Booking.com

Arraial do Cabo

 
ARRAIAL do CABO
 
Mata Atlântica
 
A Mata Atlântica, preservada e cuidada com carinho, propicia caminhadas ecológicas. A beleza da flora e da fauna silvestres e a qualidade do ar que se respira, convidarão você para passear neste ambiente de paz. Trilhas e caminhos a sua disposição. Caminhe com respeito pela nossa natureza, admire e não destrua, usufrua e não suje. É um patrimônio do Arraial para seus visitantes.
 
 
Passeios
 
O turista pode escolher entre vários passeios preparados para ele. A pé, de carro, de bicicleta, de barco. Aluguel de barcos e caiaques, de equipamento para mergulho, de bicicletas. Opção por passeios livres, a vontade do freguês, ou por passeios organizados. Veja algumas possibilidades:
 
Passeio de barco – partindo da Marina dos Pescadores, na Praia dos Anjos. Praias desertas, ilhas com vegetação preservada, grutas, paradas para mergulho e pesca. Duração: 3 horas.
 
Caminhadas ecológicas – inúmeras trilhas a disposição dos visitantes que queiram se aventurar por lugares paradisíacos. Por exemplo, na Restinga de Massambaba, uma faixa de areia entre a lagoa e o mar, coberta por vegetação, é possível encontrar raras orquídeas e bromélias, além de frutas silvestres e plantas medicinais.
Chegando na enseada do Marmutá, subir trilha em mata atlântica fechada por 2 horas. A Ilha do Farol tem 5 km de extensão, com picos de até 390 metros de altitude. Veja, também, além do farol novo, as ruínas do farol velho (construido em 1833). A trilha é fechada, onde o sol é avistado em raras clareiras. No cume, encontram-se as ruínas da casa do faroleiro e o farol velho. Desse ponto, avista-se toda a Região dos Lagos. A densa neblina no local, que motivou a desativação do farol, gera uma atmosfera misteriosa.
 
Situada no Distrito do Monte Alto, seu acesso é pela estrada que leva à Figueira e à Massambaba, mas sua estrada principal fica após a entrada de Monte Alto.
A paisagem é belíssima e costuma-se "tirar" um dia inteiro para a sua visita. Ao seu redor, destacam-se as salinas e a lagoa de Araruama, além de inúmeras casuarinas gigantescas que se estendem por toda a sua orla. Encontramos também água morna, quase quente, e bem salgada, fazendo com que o bronzeamento da pele aconteça rapidamente.
 
A praia fica deserta, por isso é bom ir em grupos e levar lanche ou, quem sabe, fazer um gostoso churrasco. Mas, atenção! na hora de ir embora, leve o lixo produzido e tenha a certeza de que o fogo apagou, assim você deixará o lugar como encontrou, preservando a natureza.
Por se tratar de uma lagoa (anda-se muito água a dentro sem que haja profundidade), por isso é ideal para quem tem medo de mar e para crianças. Entretanto todo o cuido é pouco com o vento que leva bolas e pranchas para o centro do lago.
 
 
Massambaba
 
São duas praias distintas. Uma seguida da outra e ambas, continuação da Praia Grande. Ficam situadas no distrito de Monte Alto, dentro dos bairros batizados com os nomes de suas praias, hà 15 minutos do centro da cidade. Seu acesso é pela estrada próximo à Polícia Rodoviária na entrada da cidade.
As Praias, com 25 km de extensão dentro do Município, é propícia à pesca e aos esportes náuticos, sendo fantástica para o surf.
 
Vale também visitar os Lagos da Figuera e de Massambaba, em particular a Lagoa Azul. Todos pertencentes à Lagoa de Araruama que fica 60% de sua localização dentro de Arraial do Cabo.
 
 
Praia Grande
 
Ao final da estrada de entrada da Cidade, após a Prainha, do lado direito, fica um dos acessos à Praia Grande, uma gigantesca enseada com 40 km de areia branquíssima e fina que forma dunas onde a brincadeira é deslizar. Para conhecer toda a praia, o ideal é usar um bugre, mas vale a pena percorrer toda a extensão até a divisa com Araruama, na Praia de Massambaba.
 
 
A Praia Grande é de águas transparentes e frias, onde a temperatura chega a 8 graus em determinada época do ano, devido ao fenômeno da ressurgência. O mar, em determinadas ocasiões torna-se bem violento. Por isso é ideal para a prática do surf, que é liberado apenas em dias de ressaca, na Semana Santa, Natal e Carnaval (fique atento as bandeiras de sinalização).
 
No canto esquerdo, além das brincadeiras de deslizar nas dunas, a diversão também é tomar banho na cachoeira de água salgada que vem de um duto de sucção do mar, divertidíssimo!
Ali praticam-se a pesca artesanal de arrastão, pois é um dos melhores pontos pesqueiros da região, destaque para a pesca de lula. A Praia Grande também é berço dos destroços dos navios Imbetiba e D.Afonso, partes da história do município.
 
No verão é o "point" diurno mais famoso das galeras. Motivo pelo qual vários esportes são praticados, como: Frescoball, Vôlei de Praia, Beach Soccer, Futebol Americano, Futvoley etc.
 
 
Obs.:
 
 
Praia ideal para jovens e grupos.
As Prainhas:
As Prainhas são duas praias separadas por uma pedra que se tornam uma só enseada quando a maré está cheia. As Prainhas tem 300 metros de areias branquíssimas. O acesso é tão remoto que as gaivotas escolheram o local para descansar do vôo e pescar algum alimento, mas vale o esforço. Sua vista frontal é para a Ilha do Farol e sua água é tão transparente e cristalina que imagina-se em uma piscina. Há também duas opções para chegar à praia. A primeira é pelo morro do Pontal do Atalaia. Seu acesso é pela estrada que desce o morro do lado esquerdo. A estrada, em determinado ponto, é de terra, dificultando um pouco o acesso. Chegando-se lá, estaciona-se o carro e desce-se uma trilha ou uma grande escadaria até a Praia (a descida e principalmente a subida é para quem tem bom fôlego e resistência física).(detalhe: Caverna do Amor)
 
A segunda opção é o aluguel de um barco ou traineira de passeio na Marina dos Pescadores no mesmo esquema da Praia do Forno (marcando hora para voltar para pegar), só que o percurso do passeio é maior e lindíssimo. Vale a pena.
Já nas praias, não deixe de ver a Caverna do Amor, muito procurada por casais de namorados, pois diz a lenda que o casal que entrar lá para conhecê-la, saí apaixonado para sempre.
 
Próximo a praia, junto ao morro, encontra-se o bar flutuante, onde pode-se saboriar frutos do mar frescos.
 
 
Obs.:
 
 
Praia boa para todas as idades
Praia do Farol:
A praia do Farol fica localizada na Ilha de Cabo Frio, também conhecida como a Ilha do Farol.
 
Para visitar a Ilha do Farol é necessária uma autorização do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira e um barco alugado. Isso deve-se em virtude da criação, em 1997, da Reserva Extrativista de Arraial do Cabo. 
A Praia do Farol é paradisíaca e é considerada "a praia mais perfeita do Brasil" - INPE - Revista veja, 03/12/97 - O Globo, 31/01/99 - É Reserva da Biosfera - Unesco, Possui 1000 metros de extensão, grandes dunas e águas azuis, transparentes e frias.
 
 
Do Morro do Pontal do Atalaia e das Prainhas tem-se uma linda visão desta Praia indescritível.
 
A Ilha do Farol tem 5 km de, extensão com picos de até 390 metros de altitude. Abriga, além das ruínas do Farol (construído em 1833) que lhe dá o nome, a Fenda de Nossa Senhora, a Ponta do Focinho e o Farol Novo (construído em 1861). Destaca-se, entre os atrativos do local a Gruta Azul, que localiza-se na parte Oeste da Ilha.
 
 
Obs.:
Praia ideal para todas as idades.
 
Praia dos Anjos
Fica na Enseada dos Anjos e é a Praia mais famosa e importante da Região, pois tem um extremo valor histórico: em 1503, Américo Vespúcio aportou dando partida para o primeiro núcleo habitacional da região e, conseqüentemente, a criação da Igreja onde foi celebrada a primeira missa em ambiente fechado no Brasil. Leia mais sobre este ponto turísitico no Tour Histórico.(detalhe: marina dos pescadores, Largo Histórico, Instituto e Museu da Marinha)
A Praia dos Anjos, que já foi poluída, hoje tem águas claras e temperatura quente. Tem 1000 metros de extensão. Ela atrai a atenção pelo vai e vem dos navios do porto, traineiras e barcos de passeio. Esses últimos podem ser alugados para passeios, pescarias ou mergulhos subaquáticos.
Totalmente urbanizada, tem espaço iluminado para a prática do beach-soccer.
 
 
No seu canto direito, localiza-se o Instituto da Marinha - IAPM, o morro do Pontal do Atalaia e a Valverde Imóveis. No seu canto esquerdo, além da Marina dos Pescadores e do Porto do Forno (que é um dos mais importantes da região pelo intenso movimento de carregamento de sal e outros produtos),encontramos o Museu Oceanográfico da Marinha, o Largo Histórico (com o Marco Histórico, o Obelísco de Américo Vespúcio, o 1º poço d'agua, a Casa de Piedra, a Igreja Nossa Senhora dos Remédios e diversas construções do século XIX) e a Praça do "cova", lugar de maior agitação noturna, repleta de bares e gente bonita. A Praia dos Anjos também é palco de diversos shows noturnos que agitam a cidade e também de vários artistas, pintores e desenhistas, pois sua paisagem clássica, com mar calmo e dezenas de barcos e pesqueiros de diversos tamanhos, tornam-se modelos idéias para produções artísticas.
 
 
Obs.:
 
 
Praia ideal para crianças e idosos.
 
 
Praia do Forno:
 
De difícil acesso e com vegetação típica de restinga que se estende até junto à água, a Praia do Forno tem aproximadamente 500 metros de extensão e águas transparentes, mornas e esverdeadas. Protegida pelo Morro do Forno - com sua mata nativa preservada - a enseada é apropriada para o mergulho e pesca submarina. Há duas opções para se chegar à praia. (Detalhe: Ruínas da Fortaleza do Marisco e Bar Flutuante)
 
A primeira é pela trilha que parte do Porto do Forno e leva até o outro lado do morro, onde fica a praia (esta necessita de muita disposição, cuidado e vigor físico, mas a vista é deslumbrante), a segunda, é alugar um barco ou traineira de passeio na Marina dos Pescadores (esta bem mais prática e segura). Pode-se marcar hora para o dono do barco voltar para busca-los, não tem erro e é econômico. Já na praia, pode-se, admirar as belezas do local.
Ao lado de corais e peixes ornamentais, há balsas para o cultivo de ostras originárias
 
do Pacífico. A partir de Matrizes importadas do Japão, as ostras desenvolvem-se melhor em Arraial, chegando à idade adulta em oito meses, enquanto no seu habitat de origem precisa de um ano. Formações rochosas magníficas e as ruínas da antiga Fortaleza do Marisco (praticamente destruida) completam o belo visual da Praia do Forno.
Próximo a praia, junto ao morro, encontra-se o Bar Flutuante, onde pode-se saboriar frutos do mar frescos.
 
Obs.:
 
 
Praia ideal para todas as idades.
 
Prainha
Logo na chegada da cidade do Arraial do Cabo, à esquerda, tem-se a primeira estonteante visão: a Prainha. Enseada de mar tranqüilo, raso e com uma cor que impressiona, vista de cima é um dos mais belos postais da cidade. Situada entre os morros do Mirante e do Forno, com
 
 
1.000 metrosde extensão, tem águas cristalinas, geralmente mornas e tom de verde-claro. Apropriada para os mais diversos esportes aquáticos. Tem aconchegantes quiosques que oferecem bebidas e petiscos à base de pescado.
Ao final da praia, à sua direita, através de trilha, alcança-se a Praia da Graçainha, com 15 metros de extensão, cuja faixa de areia só aparece na maré baixa. A prática de pesca de vara costuma acontecer ali, à noite de lua cheia. (detalhe: Praia da Graçainha)
Nesta praia também acontece a pesca de arrastão, no canto ao lado direito, surpreendendo os turistas que tiram belas fotos do "lance" (termo usado quando os pescadores chegam c/ peixes).
 
 
Obs.:
 
 
Praia ideal para família e idosos.
 
Praia do Pontal
 
 
 
 
A praia do Pontal fica à 4 km do centro da cidade, entre a Praia do Foguete e o Morro do Mirante. O acesso para a praia se dá na entrada da cidade, logo após o Pórtico (Portal da Cidade), à esquerda. (detalhe: Iha do Pontal e ponta para pesca)
 
É o lugar perfeito para quem aprecia mais tranqüilidade e até privacidade, fora da temporada. É uma praia própria à pesca de arrastão, nela existem alguns barracões de pesca artesanal bem típicos da Região e poucas canoas que ajudam a dar o clima de paraíso perdido. Com 700 metros de extensão, possui um mar normalmente pacífico, mas que, às vezes, "vira" e atrai os surfistas que melhor conhencem a região. Logo em frente, vê-se a Ilha do Pontal, que pode ser ponto de visitação para quem tiver um bom caiaque.
 
No final da praia, à direita, encontra-se uma ponta de terra avançando entre o morro e o mar que é muito utilizado pelos amantes da pesca de vara, para a prática da pescaria. Na extremidade oposta, vemos, ao fundo, uma cidade, Cabo Frio. Isso deve-se ao fato de a outra extremidade da praia do Pontal ser a Praia do Forte.
 
Na pequena estrada de volta à cidade, vemos um lindo campo com grama baixa e lindos pinheiros que nos faz viajar e imaginar um maravilhoso piquenique.
Obs.:
 
 
Por ser uma praia que é limitada por um morro, às vezes encontramos muitas algas trazidas pela correnteza.
 
 
Praia ideal para família e quando o mar está agitado, para surfistas.
 
 
 
Praia do Foguete:
 
 
A praia do foguete liga Cabo Frio à Arraial (fica entre a Praia do Forte e a Praia do Pontal) e leva este nome porque no clube da Marinha existe uma caixa d'água decorada como um foguete. Vale a pena visitar a praia, ela é linda e muito brava, ideal para surfistas mas é muito exótica e quase deserta fora de temporada.
 
 
Obs.:
 
 
Praia boa para adultos.