Caxias do Sul - Rs

 
 
Caxias do Sul é uma das principais cidades da Serra Gaúcha. Polo Industrial reúne algumas das mais importantes empresas do país.
 
Pontos Turísticos:
 
IGREJA DE SÃO PELEGRINO
 
A devoção a São Pelegrino, em Caxias do Sul, está vinculada aos primórdios da imigração italiana e da fundação da cidade. Em 1879 a família Sartori chegava ao antigo "Campo dos Bugres" trazendo a imagem do Santo que se habituaram a venerar na sua terra natal, Treviso, cidade da região do Vêneto, Italia.
Marcados fortemente por uma tradição religiosa, encontraram alternativas para as suas necessidades espirituais criando inicialmente um "Capitel". Após, a "Capelinha de Madeira" e a Igreja de Madeira, inaugurada em 1938. A Igreja Matriz foi inaugurada em 02/08/1953 e concedido o nome de "Paróquia São Pelegrino".
A devoção na Itália teve origem em uma pequena localidade chamada "São Pellegrino in Alpe", passagem das grandes peregrinações durante a Idade Média. Fixou-se ali um homem vindo de terras distantes (filho de reis da Escócia) e que passou a levar uma vida de eremita. Dedicava seu tempo à oração e à caridade, ajudando os necessitados e protegendo os peregrinos dos perigos da floresta. Vindo a falecer, foi considerado Santo por iniciativa popular. Neste local foram construídos uma igreja e um albergue para os peregrinos e, atualmente, existe um museu etnográfico.
MUSEU MUNICIPAL
 
Uma edificação que é parte e testemunha dos acontecimentos e do ritmo da cidade, compondo o cenário de várias gerações: o prédio que leva o número 586 da rua Visconde de Pelotas. 
Primeiro foi a espaçosa residência da família Morandi-Otolini na década de 1880, cuja imponência contrastava com a rusticidade das ruas ainda sem calçamento. 
Depois, palco de decisões políticas, administrativas e de prestação de serviços à população por um longo período -1894 a 1974-, abrigando a intendência, posteriormente denominada Prefeitura Municipal.
A vocação pública do prédio ficou consagrada com a instalação do Museu Municipal, em 1975. 
 
MUSEU DE AMBIÊNCIA CASA DE PEDRA
 
Casa de pedra construída na penúltima fase do século XIX, de dois pisos e rejunte de barro, transformada em museu no ano de 1975, com objetos em seu interior, que retratam os afazeres dos imigrantes e de seus descendentes, doados pela comunidade caxiense.
CATEDRAL DIOCESANA
 
Segundo o historiador e Cônego José Baréa, a primeira "Igreja" foi uma cabanazinha feita de taquaras, no antigo cemitério, na rua Bento Gonçalves, em Caxias do Sul. 
O tabernáculo, para guarda do Santíssimo, era a caixa de um velho relógio de parede.
Mais tarde, serviu de Igreja uma casinha de propriedade de Luigi del Canale, na Avenida Júlio de Castilhos, esquina rua Garibaldi, onde hoje se situa o Edifício Estrela. 
Daí, ela foi transferida para outra casa alugada, de Carlos Gatti, esquina da rua Sinimbú, que foi destruída por um incêndio, na noite de 16 para 17 de agosto de 1886. 
Foi então construído um barracão de tábuas, no local onde hoje está erguida a Catedral, no centro de Caxias do Sul, na Praça Dante Alighieri.
O nome da padroeira da Igreja de Caxias do Sul, Santa Teresa, foi inspirado pela gratidão dos imigrantes italianos para com a Imperatriz D. Teresa Cristina, esposa de D. Pedro II, Imperador do Brasil.
MEMORIAL ZAMBELLI - MONUMENTO JESUS TERCEIRO MILÊNIO
 
Localizada junto aos Pavilhões da Festa da Uva, a obra Jesus Terceiro Milênio e o Memorial Zambelli é um conjunto composto de uma estátua (busto) de Jesus Cristo meditando e um Museu de Artes Sacras, doado pela família Zambelli. O busto, com 21 metros de altura em argamassa armada, obra do escultor caxiense Bruno Segalla, tem sua base fixada na laje do Memorial Zambelli, com aproximadamente 450 metros quadrados de área e pé direito de 4 metros. A obra instalada no lado sul (ao lado do mirante) no Parque Mário Bernardino Ramos em posição privilegiada, passa a integrar o complexo turístico que será implementado no parque, onde se encontram outros atrativos turísticos como as Réplicas de Caxias do Sul de 1885 e o espetáculo Som & Luz.
RÉPLICA DE CAXIAS DO SUL - 1885
 
Em fevereiro de 1975, por ocasião do Centenário da Imigração italiana no Rio Grande do Sul, foram inaugurados os atuais Pavilhões da Festa Nacional da Uva. No local, três anos depois, foi construída a réplica de Caxias do Sul de 1885. Esta obra nos faz voltar no tempo para contemplar o nascimento desta cidade. Trata-se de um conjunto arquitetônico com 20 casas de madeira, incluindo a igreja e o coreto, reproduzindo a Avenida Júlio de Castilhos e a Rua Doutor Montaury daquela época. Em sua volta, pinheiros altivos bebem a brisa e brindam a trajetória gloriosa dos que fizeram e fazem o progresso desta terra.
À noite, a réplica serve de cenário para contar a Saga da Imigração Italiana, através da magia do espetáculo SOM & LUZ.
 
ESPETÁCULO SOM E LUZ
 
No início, a escuridão absoluta. Aos poucos, vozes, ruídos, trovões e relâmpagos invadem o cenário, constituído por uma réplica da Av. Júlio de Castilhos e da R. Doutor Montaury, principais ruas de Caxias do Sul de 1885: um conjunto de 18 casas - incluindo capela e coreto - rodeadas por um bosque de mata nativa. Com auxílio de poderosos equipamentos de sonorização e iluminação (356 canhões de luz de 1.000 Watts, caixas de som e aparelhos de fumaça), capazes de criar emocionantes efeitos especiais, o espectador é transportado no tempo ao início da saga dos pioneiros que atravessavam o Atlântico para plantarem seus sonhos na América. Diálogos, narrativas, música e jogos de luzes cortando a mata, cobrindo as casas, mantêm o público em suspense durante 45 minutos. No centro da réplica de Caxias antiga ele viaja levado pela magia do texto, escrito por José Clemente Pozenato, o conhecido autor de O Quatrilho. Ao final do espetáculo, a cidade do passado encontra a cidade do presente. 
SERATA (apenas com reserva-mínimo 30 pessoas) 
Buona sera! (Boa noite!)
Com este cumprimento e um largo sorriso nos lábios, os descendentes dos imigrantes italianos vão chegando para uma festa muito característica: a SERATA. Esta atividade animada sempre acontece à noite. Os principais ingredientes são a comida típica dos imigrantes (polenta, queijo, salame, vinho...) muita cantoria e alegria.
Destinada à comemoração ou à descontração, a SERATA muitas vezes se faz intercalar com manifestações jocosas que fazem ecoar fortes gargalhadas.
Este marco cultural pode ser conferido após a apresentação do espetáculo Som & Luz. 
OBS - apresentação do espetáculo mediante reserva 
 
MONUMENTO NACIONAL AO IMIGRANTE
 
O Monumento Nacional ao Imigrante, inaugurado em 1954 durante a Festa da Uva pelo presidente Getúlio Vargas, é uma criação do escultor Antonio Carangi.
Feito de bronze e medindo 4,5 metros de altura, retrata o heroísmo e a luta dos imigrantes que abandonaram sua terra e vieram construir Caxias do Sul.
Junto ao monumento encontramos o Museu do Imigrante, com a exposição do trabalho relativo às mulheres caxienses e sua contribuição para a crescente evolução dessa cidade que tem muito orgulho de suas origens.
 
ESTÁDIO ALFREDO JACONI (E.C JUVENTUDE)
 
O Alfredo Jaconi é considerado um dos estádios mais funcionais do país. Com capacidade para 23.726 espectadores, a casa do Juventude foi inaugurada em 23 de março de 1975, durante as comemorações do centenário da Colonização Italiana no Rio Grande do Sul. A construção ocorreu no período entre 1972 e 1975, sob o comando do então presidente do clube, Willy Sanvitto. O nome faz alusão a um dos maiores ídolos do torcedor. Alfredo Jaconi foi jogador, treinador e dirigente nas décadas de 30 e 40. 
 
ESTÁGIO CENTENÁRIO (SER CAXIAS)
 
O Estádio Francisco Stedile, popularmente chamado de Centenário, é um dos maiores e melhores estádios do país.
Concluído em apenas seis meses pelo ex-presidente e patrono do clube, Francisco Stedile, o Centenário serviu de passaporte para o clube disputar a série A do Campeonato Brasileiro de 1976, tornando-o pioneiro no interior do Rio Grande do Sul.
 
 
ESPAÇO DOCUMENTA 
 
Mostra de cultura gaúcha, obras de Aldo Locatelli e estúdio fotográfico com vestimentas gaúchas.
 
INFORMAÇÕES
 
Rua Francisco Getúlio Vargas, 1130 - Bairro Petrópolis
Telefone/Fax: (54) 3218.2892
Serviços oferecidos: visitação com monitoria
Visitação: diariamente das 8h às 11h25min e das 13h30min às 18h 
 
 
Paisagens - Vinícolas - Artesanato - Igrejas - Gastronomia Típica - Descendentes Italianos
 
Caminho dos primeiros imigrantes italianos - Modalidades Esportivas Típicas - Passeio de Carretão - Cultura Italiana - Religiosidade
 
Presépios - Tradição Gaúcha - Vinícolas - Entretenimento - Artesanato - Religiosidade
 
Tropeirismo - Mata Nativa - Rios, Cascatas - Gastronomia Típica
 
Parreirais - História do Vinho - Cantinas - Histórias da Nona - Gastronomia Típica - Cultura Italiana