Foz do Iguaçu - Pr

 
CATARATAS DO IGUAÇU  
 
As Cataratas do Iguaçu são responsáveis pela vinda a Foz do Iguaçu de um grande contingente de turistas, oriundos de todas as partes do mundo.
Em 2005, o Parque Nacional do Iguaçu - que abriga as Cataratas - contabilizou mais de um milhão de visitantes, um recorde só registrado na década de 80.
O Parque, que faz divisa com a Argentina, proporciona aos visitantes no lado brasileiro uma visão privilegiada das quedas, com dimensão panorâmica. No país vizinho, a vantagem é o contato e integração com a natureza, podendo-se ver os saltos de vários ângulos.
O ideal é conhecer os dois lados, uma vez que as estruturas existentes proporcionam diferentes sensações, seja por meio de caminhadas, transporte rodoviário especializado ou agradáveis passeios de trem em meio à selva. 
 
Informações Sobre:
- Cataratas - Lado Brasileiro
 
- Cataratas - Lado Argentino
FAUNA E FLORA  
 
 
Em Foz do Iguaçu, a fauna e a flora são bastante representativas. O principal atrativo desse segmento é o Parque Nacional do Iguaçu, que é considerado uma das últimas reservas florestais de Mata Atlântica do tipo estacional semidecidual do Brasil e a maior reserva de floresta pluvial subtropical do mundo, com mais de 185.000 hectares.
Outro local em que a fauna e a flora podem ser admiradas é o Parque das Aves Foz Tropicana, um atrativo singular, onde o visitante tem contato direto com aproximadamente 1.100 aves oriundas de diversas partes do mundo. 
 
 
ECOTURISMO  
 
 
A região guarda sensações fantásticas para os amantes da natureza. Foz do Iguaçu é escolha certa para os que querem sentir a natureza de perto, com a calma e tranqüilidade que o momento e a paisagem exigem. Aqui o visitante pode percorrer trilhas a pé ou de bicicleta, e também fazer passeios pelo rio Iguaçu em botes infláveis, com possibilidade de avistar, ao longo dos caminhos, animais silvestres nativos.
 
Trilha do Poço Preto
Trilha de 9 km, feita a pé ou de bicicleta, com o acompanhamento de guias bilíngües. Logo após, uma ponte pênsil leva a uma outra trilha rústica de 500 m, ao final da qual se tem uma vista panorâmica da floresta, com destaque para a Lagoa do Jacaré. Na seqüência, navega-se em um barco bimotor pelo alto do rio Iguaçu, passando pelo Arquipélago das Taquaras. O retorno é feito pelas corredeiras, com passagem pela Ilha dos Papagaios, e o desembarque pode ser feito tanto no Porto Bananeiras quanto no Porto Canoas. Passeio realizado mediante reserva.
 
Trilha das Bananeiras
Trilha de 1,6 km, que pode ser percorrida a pé ou de bicicleta, sempre acompanhado de guias especializados. O passeio combina navegação em bimotores pelo rio Iguaçu, chegando ao cais do Poço Preto e visitando uma "casamata" de 10 metros de altura. Também há a opção de passeios em ducks, pela Ilha da Taquara. O retorno é feito pelo Porto Bananeiras ou pelo Porto Canoas. Passeio realizado mediante reserva.
 
Floating
O passeio é feito em barcos de floating - uma espécie de barco inflável, totalmente silencioso - saindo do Porto Bananeiras e chegando ao Porto Canoas. Durante o passeio é possível avistar a fauna e a flora do parque, principalmente as espécies aquáticas. Todo o trajeto é acompanhado por guias especializados.
Passeio temporariamente desativado.
 
Porto Canoas
Passeio curto, saindo e retornando ao Porto Canoas, com observação da parte superior das Cataratas do Iguaçu, com duração de 30 a 40 minutos. O Porto Canoas é a estação final do transporte interno do parque, contando com serviços de sanitários, ambulatório, ambulância, telefones públicos e praça de alimentação. Passeio realizado a cada 30 minutos.
 
Linha Martins
Localizada em São Miguel do Iguaçu, a trilha de 3,7 km corta a mata do Parque em direção ao rio Iguaçu. O passeio combina caminhada com atividades aquáticas. Para chegar à trilha, o visitante sai de Foz do Iguaçu até chegar ao portal de entrada, percorrendo uma histórica estrada de terra. São três as opções de passeio: Passeio Linha Martins Só Selva, Passeio Linha Martins Com Barco e Passeio Linha Martins Completo. O passeio é realizado mediante reserva.
ENDEREÇO: Rodovia das Cataratas, km 22 - Parque Nacional do Iguaçu
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Diariamente, das 9h às 17h e das 9h às 18h (horário de verão). Os horários variam de acordo com o passeio. 
 
 
 
ITAIPU  
 
 
Construída no rio Paraná, na fronteira entre Brasil e Paraguai, a Itaipu Binacional, com sua grandiosa obra, já se consagra como um dos atrativos turísticos mais famosos do país.
O Complexo Turístico de Itaipu é composto pela Usina, Canal da Piracema, Refúgio Biológico Bela Vista e Ecomuseu. Esse circuito oferece uma gama de atrativos que proporcionam uma visitação inesquecível, sendo possível conhecer de perto a tecnologia de ponta utilizada na construção da Usina e também as ações ambientais realizadas na região. 
 
Atrativos:
- Itaipu
- Iluminação Monumental
- Ecomuseu
- Canal da Piracema
- Refúgio Biológico Bela Vista
- Furnas
- Lago de Itaipu
 
GASTRONOMIA  
 
 
 
Foto: Banco de Imagens (SMTU) 
 
 
 
Foz do Iguaçu, por ser banhada por dois grandes rios, o Paraná e o Iguaçu, possui como destaque em sua gastronomia os peixes de água doce, especialmente o dourado e o surubim.
Em sua gastronomia típica, destaca-se o dourado assado, feito aberto, na grelha, com temperos e guarnições variados.
Há também o prato típico “Pirá de Foz”, feito com surubim. O prato foi eleito por concurso, entre vários outros pratos a base de peixe. As carnes de peixe podem ser encontradas em diversos restaurantes da cidade.
Receita: Pira de Foz 
 
 
ATRATIVOS HISTÓRICO-CULTURAIS  
 
 
- Igreja Matriz
- Mesquita Muçulmana
- Marco das Três Fronteiras
- Outras Edificações Históricas
- Ecomuseu
- Bibliotecas
- Centros Culturais / Casas da Cultura
- Associação Inter. do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia - CEAEC
-Feiras e Mercados
- Artesanato
- Templo Budista 
 
 
COMPRAS  
 
 
 
Foz do Iguaçu oferece aos visitantes inúmeras oportunidades de boas compras. No comércio é possível encontrar roupas, calçados e souvenirs, além de uma infinidade de outros produtos. Para adquirir souvenir e artesanatos, os visitantes têm várias opções de lojas nos corredores e atrativos turísticos. No centro da cidade podem ser encontradas boas lojas, sendo que algumas ficam abertas até as 20h e também aos domingos pela manhã.
No Paraguai encontram-se as melhores marcas do mundo, sendo possível comprar cremes, perfumes, relógios, bebidas e eletrônicos com preços muito acessíveis. A cota é de U$ 300 por pessoa e acima desse valor deve ser recolhido imposto na aduana.
Na Argentina, as opções de compras têm como destaque artigos de couro, lã, cosméticos, cristais, além de especiarias (alho, cebola, azeitonas, entre outros).  
 
 PASSEIOS DE BARCO, PESCA E ESPORTES NÁUTICOS  
 
 
Graças à imensa área de rios que banham a cidade de Foz do Iguaçu, em especial os rios Paraná e Iguaçu, e ainda o Lago de Itaipu, passeios de barco apresentam-se como boas opções para o lazer. Além do Macuco Safári e da Pesca Esportiva, é possível passear sob a Ponte da Amizade, a Ponte Tancredo Neves, visitar Puerto Bertoni no Paraguai ou ainda desfrutar da visão privilegiada da região trinacional. Os principais passeios são:
Passeio das Águas
O passeio inicia-se a bordo de um iate, o "Iguaçu Explorer", que tem capacidade para 40 passageiros, com percurso pelos rios Paraná e Iguaçu, passando pela Ponte Tancredo Neves (Brasil-Argentina), pelo Marco das Três Fronteiras, onde é possível avistar o Espaço das Américas e presenciar o encontro dos rios Iguaçu e Paraná.
 
Bertoni
Puerto Bertoni foi uma antiga colônia suíça, fundada no Paraguai, no final do século XIX, pelo suíço Moisés Santiago Bertoni. O passeio começa às margens do rio Iguaçu, em Foz do Iguaçu, em direção às três fronteiras. Descendo o rio Paraná, que separa Brasil e Paraguai, chega-se ao Porto Bertoni. Dali se inicia uma expedição pela floresta, com uma caminhada de aproximadamente 30 minutos. Visita-se o museu - antiga residência do pesquisador Moisés Bertoni e onde há um riquíssimo acervo cultural, que inclui objetos científicos importados, além de uma biblioteca, contendo obras escritas e publicadas por ele sobre os mais variados temas. O museu conta ainda com uma exposição de répteis, insetos e ossadas de animais encontrados na região.
 
Pesca Esportiva
A pesca esportiva é realizada principalmente no rio Paraná e no Lago de Itaipu. No passeio, estão incluídos todos os equipametnos necessários para realização das atividades: barco, piloto/guia, varas, molinetes, iscas e anzóis. A variedade de peixes é grande, destacando-se o dourado, bagre, pacu, piapara, surubi e tucunaré.
 
Esportes Náuticos
A cidade dispõe de inúmeras opções para a prática de esportes náuticos, como esqui aquático, vela, jet-ski, entre outros, tendo o Lago de Itaipu como o local mais apropriado para essas atividades.
 
 
PARAGUAI - PRINCIPAIS ATRATIVOS  
 
Consulte aqui horários e preços dos atrativos
Ciudad del Este
Capital Departamental, constitui o município mais povoado do interior do país. Fundada em 3 de fevereiro de 1.957, originalmente levou o nome do então presidente da República do Paraguai, “Presidente Stroessner”. Reúne as características próprias de uma cidade cosmopolita, que acolhe os milhares de estrangeiros que chegam e se instalam na cidade, atraídos por seu próspero mercado. Conta com cerca de 233.000 habitantes e representa a maior fonte de ingressos fiscais para a administração central do país.
Telefones Úteis:
Aeropuerto Internacional Guarani
Acesso: Ruta Internacional 7, km 6 – Minga Guazú
Telefone: 595 64 420801 / 420842 / Fax: 595 64 420815
Site: www.dinac.gov.py 
E-mail: gciadm_aig@dinac.gov.py
Distância do Aeroporto ao centro de Ciudad del Este: 26 km
Prefeitura Municipal
Av. Pionero de leste y Euzébio Ayala, s/n – Centro – Ciudad del Este
Telefone: 595 61 501708 / 500 222 / Fax: 595 61 505727
Atendimento: 7h às 13h (horário paraguaio)
 
Principais Atrações Turísticas e Entretenimentos:
Compras
Situada principalmente nas avenidas San Blás e Monsenhor Rodrigues e na Ruta Internacional Gaspar de Franca, o centro comercial de Ciudad Del Este foi, nos anos 90, o 3º maior pólo comercial em volume financeiro do mundo. Atualmente, é possível encontrar eletrônicos, produtos de informática, brinquedos e produtos importados das melhores marcas.
 
Itaipu
A maior usina hidrelétrica do mundo, com seu potencial instalado de 12,6 milhões de kw, está localizada na fronteira entre Paraguai e Brasil. Foi construída após a assinatura de “Ata” firmada em Foz do Iguaçu, em 22 de junho de 1966. A represa tem extensão de 8 km e uma altura de 195 metros. Conta com 20 turbinas e um vertedouro com 14 comportas, cuja capacidade é de 62,2 mil metros cúbicos de água por segundo.
 
 
Lago Artificial de Itaipu
Formado pelo represamento do rio Paraná, alcança 200 km de largura com uma média de 7 km. Em suas margens encontram-se vários clubes, assim como locais para camping, com opções de pesca, canoagem, navegação, veleiros e aliscafos.
No lago existe um porto lacustre, Puerto Guarani, onde há um museu indígena e uma pequena reserva natural.
 
Modelo Hidráulico de Itaipu
Construído na margem paraguaia, em local à beira da estrada de acesso à Usina de Itaipu, o modelo obedece à escala de 1.100 e ocupa uma área de 5.500 m2. Com esse modelo, a Divisão de Hidrologia pode analisar as condições de escoamento do vertedouro, definir a interferência do rio Iguaçu sobre o canal de fuga das turbinas de Itaipu, verificar o comportamento das águas à jusante da usina, quando uma turbina pára ou entra em operação. O Modelo Hidráulico permite ainda o estudo da influência dos ventos no sistema, determinando o regime de navegabilidade à jusante da barragem.
Exatamente igual à represa natural, o "Modelo Reduzido" mede 270 metros de comprimento por 12 metros de largura, representando um trecho de 27 km do rio Paraná.
Nesta unidade de estudos experimentais são realizados levantamentos em escala para a construção das eclusas de navegação que permitirão às embarcações cruzar a barragem, vencendo um desnível de 120 metros.
Não é permitida a visitação no local.
 
Reserva Biológica Itabó
Localizada sobre a rodovia, a 10 km ao norte de Hernandárias, no Distrito de Mbaracajy. Com uma área de 13.747 hectares, dispõe de um acervo de 310 animais classificados, sendo 40 espécies de mamíferos, 250 espécies de aves, 20 espécies de répteis e os mais variados tipos de vegetação.
 
Gran Casino Itaipu
O Cassino apresenta um ambiente similar aos de Las Vegas, proporcionando aos aficionados a possibilidade de participar de diversos tipos clássicos de jogos de apostas. Em seus salões espelhados, festivamente iluminados e climatizados, o visitante pode distrair-se com caça-níqueis pôquer eletrônico.
Conta também com serviços de segurança, baby sitter, restaurante e bar internacional e espaço cultural para exposição de obras de arte.
 
Gran Casino Paraná
O Gran Casino Paraná está abrigado em um edifício de importância histórica para Ciudad del Este. Atualmente ocupa o espaço do antigo Casino Acaray, que foi totalmente remodelado e convertido em um centro de entretenimento para toda a família. A casa de jogos conta ainda com boate e restaurante internacional.
 
Golf
O campo de golf, um dos maiores da América do Sul, possui dois percursos de 9 buracos cada e está localizado no Paraná Country Club, no Paraguai, na rodovia que liga Ciudad del Este a Hernandárias.
As programações esportivas do Club já fazem parte do calendário Sulamericano de competições, sendo que figura na programação de circuitos internacionais da modalidade esportiva.
O acesso é permitido mediante prévia programação de agências de viagens.
 
Salto Monday
Localizado a 20 km da Ponte da Amizade, o Salto Monday, em Puerto Presidente Franco, está dividido em 3 quedas. A maior delas tem cerca de 40 metros de altura e proporciona, em conjunto com as demais, um belo espetáculo com espumas amarelas e brancas e a “fumaça” provocada pelo impacto da água com as rochas e arbustos que contornam a imensa depressão do rio Monday.
A vegetação da região esconde animais, pássaros e uma comunidade indígena. As paredes de pedras gigantes, que chegam a 35 metros de altura, são ideais para a prática de rapel e alpinismo. Um caminho feito por alpinistas permite ao visitante chegar até as margens do rio Monday, logo depois das quedas d’água.
Existe ainda a possibilidade de serem feitos passeios de bote até o museu de Puerto Bertoni ou em corredeiras (“bóia cross”) e cavalgadas.
A infra-estrutura conta com passarelas que permitem chegar bem próximo ao salto, estacionamento, portal de entrada, calçamento e um local para bebedouros, banheiros, lojas de souvenirs e lanchonetes.
Possui um viveiro de plantas que visa reflorestar as áreas depredadas do parque e da cidade.
 
Puerto Bertoni
Localizado às margens do rio Paraná, Puerto Bertoni foi uma antiga colônia suíça, fundada no final do século XIX por Moisés Santiago Bertoni, acompanhado de sua família e 40 conterrâneos.
Para se chegar ao local, percorre-se de barco o rio Iguaçu, até a sua foz no rio Paraná. A partir daí, segue-se até Puerto Bertoni. Logo na direção da casa onde morava o suíço, hoje Museu Bertoni, existe uma trilha aberta e utilizada pelos colonos da época.
Durante a caminhada, de aproximadamente 30 minutos, pode-se apreciar a magnífica vegetação, constituída por uma variedade de espécies nativas da região e outras trazidas e adaptadas cientificamente por Bertoni, que realizou estudos detalhados sobre a climatologia da região.
Ao chegar à antiga casa, situada bem ao alto, por motivo de precaução devido às enchentes do rio Paraná, contempla-se um belíssimo visual do rio e toda a vegetação ali existente. No local há um riquíssimo acervo cultural, que inclui objetos científicos importados, utilizados por Bertoni em suas pesquisas, além de uma biblioteca, contendo obras escritas e publicadas por ele sobre os mais variados temas. O museu conta ainda com exposição de répteis, insetos e ossadas de animais encontrados na região.
É curioso observar que, apesar do isolamento da colônia, Bertoni mantinha contato com os principais núcleos culturais da época, especificamente da América Latina. Atualmente o museu é mantido pelo Museu de Genebra.
 
Marco das Três Fronteiras
Localizado no ponto de convergência entre Brasil, Argentina e Paraguai, países divididos geograficamente pelos rios Paraná e Iguaçu, mas unidos fraternalmente pelo relacionamento de seus povos. O obelisco, que tem as cores da bandeira nacional (branco e vermelho), possui apenas uma face, ao contrário dos que ficam em solo brasileiro e argentino, que têm três faces, o que simboliza a sua localização em apenas um dos rios, o Paraná.
 
 
Ruínas Jesuíticas
San Ignácio Guazú (1609)
Localizada no Departamento de Missiones, é o mais antigo dos povos fundados pelos jesuítas. Uma antiga casa hoje abriga um museu onde são exibidas peças que integram uma das mais finas coleções da arte indígena do período jesuítico. Representa a primeira Missão Jesuítica do Paraguai. Distante 226 km de Asunción, 144 km de Encarnación e 66 km de Vila Florida.
 
Santa Maria de Fé
Fundada em 1647, pelo Padre Enmanuel Berthod, situa-se a 10 km de San Ignácio. Com sua destruição, felizmente inúmeras imagens foram salvas e hoje podem ser admiradas na atual igreja e no museu instalado em uma das casas de índios. Seus artesanatos destacam-se na confecção de tapetes e fabricação de deliciosos doces.
 
Santa Rosa
Fundada em 1698, está localizada a 248 km de Asunción, 122 km de Encarnación e 23 km de San Ignácio. Conta com um museu, Capela “Nuestra Sra de Loreto”, e forma o mais atraente campanário, que ainda hoje segue prestando serviços. Esta igreja era a mais ornamentada de todas as missões. A praça de Santa Rosa segue sendo um ponto vital na vida do povo. Também se pode visitar o balneário sobre o rio Sanguri e a colina Itá Morotí.
 
Santiago
Anteriormente denominada San Ignácio de Caaguazú, foi fundada em 1669. Conta com um museu, réplica de San Ignácio. Está situada ao lado esquerdo da Ruta Nº 1 (17 km de distância) e a 32 km de San Ignácio. Da antiga redução restou muito pouco, porém é possível ver as formações de algumas casas da época de seus povos antigos. Possui um museu finíssimo, testemunho das artes nas missões. As estátuas se sobressaem e estão presentes os temas jesuíticos.
 
San Cosme y Damián (1632)
Localizam-se a 39 km do desvio da Ruta Nº 1 (km 310), para a direita, a 341 km de Asunción e 66 km de Encarnación. Têm importantes construções que ainda hoje sobrevivem e que há alguns anos prestam serviços à comunidade. Essas reduções são famosas por seus estudos e experimentos realizados principalmente no campo da astronomia.
 
Santíssima Trinidad del Paraná
Considerada Patrimônio da Humanidade, está situada a poucos metros da Ruta Nº 6, na altura do km 28 e a 380 km de Foz do Iguaçu. A localização é estratégica e permite a visualização de todo o seu entorno. Conta com um museu jesuítico, igreja com altar jesuítico, casa de índios e praças; também conta com o primeiro monastério do Paraguai e numerosas estâncias. Em suas terras realiza-se a popular Festa da Tradição Missioneira, que atrai visitantes de todo o país.
 
Jesús de Tavarangue
Situada a 12 km de Trinidad, foi fundada em 1.685. Para chegar às ruínas é necessário utilizar o ramal da Ruta Nº 06, na altura do km 29. As Ruínas encontram-se mais adiante de uma pequena comunidade rural assentada em meio a uma rica vegetação. O povo missionário de Jesús é chamado “Peregrino” devido às migrações sofridas. É considerada Patrimônio da Humanidade. À margem do rio Monday encontra-se uma enorme estrutura de pedra, de uns 60 metros de largura, restos de um templo com três naves que nunca chegou a fechar. As três portas de acesso ao templo são excepcionalmente impressionantes.