Goiânia - Go

<iframe width="560" height="315" src="//www.youtube.com/embed/p2HDzl2-PTw" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
Bosque dos Buritis 
O parque mais central de Goiânia. Permite um passeio por entre as alamedas e cercadas de árvores e centenas de pequenos animais.
 
Horto Florestal 
Abriga o Lago das Rosas e o Jardim Zoológico de Goiânia, uma grande área verde que serve de lazer para famílias nos finais de semana.
 
Monumento à Paz 
É uma ampulheta de 5m de altura, com quinhentas toneladas e abriga terras de vários países.
 
Monumento às Três Raças 
É o símbolo da cidade. Ao projetá-la, a artista plástica Neusa Moraes simbolizou a miscigenação das três raças: Branco, negro e índio.
 
Museu da Praça Universitária
Museu a céu aberto, iniciativa da prefeitura. Disponibiliza obras de arte de escultores goianos para visitação pública.
 
Museu de Arte Contemporânea
Exibe e estimula a arte contemporânea. Inaugurado em 1988, são 500 obras expostas, além de promover mostras temporárias e eventos locais.
 
Museu de arte de Goiânia 
Criado em 1969, tem mais de 600 obras de diversas categorias de artistas de expressão nacional e internacional.
 
Museu Goiano 
Instalado num dos prédios que compõe o conjunto arquitetônico da Praça Cívica. Tem como principal missão preservar a memória de Goiás.
 
Painéis da Via Sacra 
A maior galeria de arte a céu aberto do mundo, são 14 painéis de 10m por 4m de altura, retratando os principais momentos da paixão de Cristo, com total de 16km de extensão.
 
Parque Areião 
composto por áreas de reflorestamento, lagos, prática de esportes, etc.
 
Parque Mutirama 
Parque de diversões popular, numa grande área verde, em cujo interior encontra-se o planetário.
 
Parque Vaca Brava 
É uma jóia encravada no coração da cidade. Tem um lago cercado por área verde, onde centenas de aves convivem tranquilamente.
 
Parque Flamboyant
Situado no Jardim Goiás, próximo ao estádio Serra Dourada, o Parque Flamboyant Lourival Louza foi construído numa área de mais de 125 mil metros quadrados que pertencia ao Shopping Flamboyant. O parque possui dois lagos, pista para caminhada, pista para ciclismo e parque infantil, entre outras atrações.
 
Feira Cora Coralina
Acontece aos sábados na tradicional Rua do Lazer. Tem o nome de uma das mais ilustres poetisas e doceiras do Estado. Mais específica para os apreciadores deste tipo de guloseima. No local são comercializados variados tipos de doces e salgados.Parte inferior do formulário
 
Feira da Lua
Realizada nas noites de sábado na famosa Praça Tamandaré,o local apresenta os mais variados tipos de comida e produtos naturais. Conta com 930 expositores do setor de alimentos, artesanatos, produtos místicos e de recreação infantil.
 
Feira do Doce, do Mel e da Natureza
Ocorre sempre nas tardes de domingo na Praça do Sol. A exemplo das outras tradicionais feiras da cidade, está repleta de comidas e bebidas naturais, além de produtos artesanais. Ao total, 252 expositores trabalham na sua realização.
 
Feira Hippie
Instalada em um ponto histórico da cidade, a antiga estação ferroviária, com vista para a Maria Fumaça. Pode-se comprar objetos artesanais, calçados, comidas típicas e produtos importados espalhados pelas 5.954 barraquinhas.É a maior feira ao ar livre da América Latina.
 
Praça Universitária
Ao circular toda a praça, o visitante irá encontrar as principais Universidades do Estado de Goiás e dessa capital: Universidade Católica de Goiás (UCG) e Universidade Federal de Goiás (UFG).
 
Bairro de Campinas 
A formação da “ Campininha das Flores”, assim chamada pelos populares, teve início em 1810, muito antes de Pedro Ludovico Teixeira pensar em construir Goiânia. Porém na década de 30, o início da construção da nova capital de Goiás na região de Campinas, fez com que a pacata cidade fosse aos poucos se transformando em um movimentado e tradicional bairro de Goiânia, o Setor Campinas.
 
Construções em Art Déco 
Nos prédios espalhados pela capital goiana, o estilo que inspirou arquitetos do chamado Velho Mundo também influenciou construtores de Goiânia.A cidade e seus pontos em  Art Deco  são  os único patrimônios tombados pelo IPHAN – Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico no país.