Lençóis Maranhenses

<iframe width="420" height="315" src="//www.youtube.com/embed/HXVVutAOyzE" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
Dicas:
 
O que levar
...O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um lugar onde você terá contato direto com uma natureza original e quente. Portanto, nem pense em trazer roupas pesadas.
 
...- Somente shorts, camisetas, sandálias, chapéu/boné e roupa de banho.
 
...- Repelente, óculos escuros e protetor solar não podem ser esquecidos de colocar na bagagem.
 
...Para quem tem peles sensíveis ou muito claras, é necessário um cuidado redobrado, afinal, nas dunas, não há sombras e não tem como você se esconder no sol. É recomendável que você recoloque o protetor solar com frequência, seguindo a recomendação dos fabricantes do produto.
 
 
Quanto tempo ficar
 
...Existem dezenas de atrações no Parque dos Lençóis, para conhecer todas podem ser precisos até 7 dias de estadia, não se limite às principais lagoas, se quer mesmo aproveitar a viagem, faça todos os passeios, procure uma agência de passeios e aproveite! 
 
...Mas se você tem pouco tempo, 2 dias são suficientes para conhecer o básico, como as duas lagoas Azul e Bonita.
 
São Luis
 
...Aproveite para conhecer melhor a cidade de São Luis, capital do Maranhão, entre seus atrativos principais está o centro histórico, com suas construções e arquiteturas coloniais.
 
...Vale a pena fazer um turismo gastronômico, pois, em São Luís, você encontra ótimos restaurantes com comidas regionais simplesmente maravilhosas! A exemplo disso, é a Cabana do Sol. 
 
 
   Todas as manhãs, saem carros de tração 4x4 cheios de turistas levando para conhecer as Lagoas Azul, Bonita, da Gaivota, do Peixe entre outros. Opta-se por usar o transporte com capota ou sem.
   Para chegar ao Parque Nacional, será preciso atravessar o rio Preguiça. O carro irá atravessar o rio ou em uma balsa primitiva, que é movida pela força humana, ou por uma movida a motor.
 
   Após, o carro percorre uma trilha de terra, areia e riachos, verdadeira aventura, durante mais ou menos 1 hora. Chegando ao local, todos descem do carro de tração e o restante terá que ser feito a pé. Há uma duna alta para subir. No topo, a recompensa: chega-se ao céu.
 
   A sensação é que morremos e chegamos ao paraíso. Os nomes das lagoas já dizem do que se trata: Lagoa Azul (lembra-se do filme?!) e Lagoa Bonita, de águas azuis e verdes. Para conhecer ambas, é melhor que sejam feitas duas viagens, ou seja, dois dias distintos, pois é muito cansativo fazer em um dia só.
 
   São dunas a perder de vista, o cenário é dominado por dunas e lagoas de água doce. As grandes formações de areia alcançam até 40 m de altura e são geradas pela ação dos ventos que sopram constantemente do mar. O avanço continente adentro chega a 50 km e estende-se por cerca de 70 km de praias desertas.
 
   Você encontrará belas imagens, ótimos cenários e uma água geladinha ao comparar com a temperatura altíssima do ambiente. Recomendamos levar muito protetor solar para que as queimaduras não estraguem o restante da viagem. Leve lanches e também uma máquina fotográfica, pois você irá querer ter aquelas imagens para sempre.
 
   Há, também, o passeio no rio Preguiça. Aluga-se lanchas voadeiras, na cidade de Barreirinhas, para passear no rio e conhecer a praia de Caburé. Lá, há diversas pousadas e restaurantes, comidas regionais deliciosas.
 
   Outra pedida é descer o Rio Preguiças, que margeia o Parque dos Lençóis até desembocar no Oceano Atlântico. A viagem pode ser em barco de linha, barco fretado ou em voadeiras. No trajeto, são obrigatórias as paradas para aproveitar tudo o que o lugar tem a oferecer: dunas, lagoas e paisagens de tirar o fôlego. Grandes atrações do percurso são as comunidades de Atins e Mandacaru, com destaque, nesta última, para o farol, de onde se tem uma visão inigualável do Parque.
 
   Nunca vá ao Parque Nacional (lagoas e praia do caburé) sem um guia. Como tudo é rústico e parecido, é perigoso andar sozinho. Os guias acompanham as viagens de carro de tração e de lancha.
 
   Ressalta-se a importância da preservação da natureza. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é protegido pelo IBAMA. O turista deve ir consciente de que não pode deixar lixo nos lençóis. A conscientização é importante, uma vez que se ninguém preservar, a beleza natural deixará de existir.
 
   Aproveite suas férias, relaxando em um ambiente paradisíaco, preservando a natureza.
 
Relação de atrativos:
 
   Caburé - Um maravilhoso refúgio onde o visitante pode tomar banho de mar e tirar o sal do corpo em água doce. Existem chalés e boa comida.
 
   Mandacaru - Vila de pescadores onde a maior atração é um farol de 54 metros de altura, de onde se tem um belo visual do parque.
 
   Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses - 155 mil hectares de pura natureza, num roteiro que dá oportunidade de ver o pôr de sol inesquecível, conhecer a flora e fauna características da região, além de grandes vastidões de dunas, lagoas, banhos de mar.
 
   Praias - Barra do Tatu, Moitas, Morro do Boi, Ponta do Mangue e Vassouras são algumas das lindas praias em Barreirinhas. Para conhecê-las, chega-se de barco partindo-se de Barreirinhas.