Salvador - Ba

<iframe width="420" height="315" src="//www.youtube.com/embed/qy759DTM2So" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
O Símbolo do misticismo, da alegria e da criatividade musical do povo brasileiro, em Salvador você encontra a história de nossas raízes , da colonização de muito dos nossos costumes e tradições . Se prepare para dançar ao som do axé miusic e de todas as batidas contagiante deste povo feliz !!! 
 
Mercado Modelo : Construído em 1861 , era sede da antiga alfândega . Seu porão servia de depósito onde ficavam guardados os escravos que chegavam da África até que os donos viessem busca-los . Em 1984 o mercado foi completamente destruído por um incêndio . Reaberto recentemente , ele abriga quase 300 barracas que vendem peças de artesanato regional , petiscos e bebidas . Possui dois restaurantes : Camafeu de Oxóssi e Maria de São Pedro , que servem comidas típicas e na entrada acontecem shows diários de capoeira . 
 
Pelourinho : Pelourinho era um pilar de pedra ou de madeira que os escravos desobedientes eram amarrados e punidos com chibatadas . O complexo arquitetônico do Pelourinho é o marco central de Salvador, o lugar onde, no século passado, morava a elite soteropolitana . No início deste século, o bairro já havia perdido seu glamur e se transformado em antro de marginais . Apesar disso manteve sua bela arquitetura com casarões coloniais e ruas de calçadas de pedra . Em 1985 , foi indicada pela UNESCO como Monumento do Patrimônio Histórico da Humanidade e, em 1992 , o governo do estado começou sua restauração e revitalização . É preciso Ter disposição e preparo físico para subir e descer as ladeiras e ruelas do complexo . Em suas ruas e largos , há diversas igrejas ,museus, bares, restaurantes e lojas de artesanato e arte . Não deixe de visitar a fundação Casa de Jorge Amado no Largo do Pelourinho , que reúne o acervo deste escritor baiano . Ao lado da Fundação fica o Museu da cidade que abriga obras e móveis de Castro Alves , além de pinturas de Carybé , esculturas de Mário Cravo Jr. E possui uma exposição de trajes e endereços Do candomblé . Entre as igrejas que merecem ser visitadas está a da venerável Ordem terceira de São Francisco s/n. cuja fachada cinzelada em arenito é ornada com santos , anjos, rostos, emblemas e outros . Sua construção iniciou-se em 1723 e finalizada em 1744 . Tenha paciência com os insistentes vendedores ambulantes !!! 
 
Parque Costa Azul : Recém inaugurado , tem arquitetura moderna e colorida . São 55.000 metros quadrados , com campo de futebol, ciclo vias, pista de patinação, anfiteatro com capacidade para 600 pessoas, dois playgrouds e viveiro de plantas . Quem vem pela Av. Magalhães Neto atravessa uma ponte de 35 metros que dá no parque 
 
Parque Abaeté : Última reserva de dunas, lagoas e restingas de Salvador , com 1287 hectares , o parque esta situado numa área de proteção ambiental APA . Ao todo são três lagoas com profundidade média de 1,15m. Suas águas, onde o banho é proibido , são escuras devido ao represamento dos rios que corriam na região e que tinham diferentes níveis de temperatura , não se misturando . O parque inaugurado em 1993 conta com diversas lojas de artesanato, alimentação e a Casa de Música da Bahia , com acervo história da música baiana . 
 
Wet´n Wild Bahia : Primeiro parque aquático da rede americana Wet´n Wild instalado fora dos Estados Unidos , foi inaugurado em 1996 . As crianças com até 1.20 tem piscina exclusiva com esguicho, escorregador e guarda sol . Outro espaço infantil é o Bublle -up , bolha de material sintético que serve de escorrego . Para os adolescentes e adulto esta o Kamikase , com dezessete metros de altura e a Wave Pool , piscina de ondas artificial . 
 
Bahia de Todos os Santos : Ilhas de Itaparica , Madre de Deus, Da Maré e dos Frades , é a maior baía do Brasil e tem cinco dezenas de ilhas . Abriga a maior ilha marítima do país Itaparica .Da sede do município de Itaparica até Cacha Prego , pontos estreemos da ilha , o visitante encontra águas calmas com segurança para o banho e para esportes náuticos . A maior parte da ilha é dotada de uma linha natural de arrecifes que lhe serve de quebra mar e abrandar a força das ondas , é também viveiro natural de polvos e lagostas . As melhores para visitação são : Ponta da Areia, Barra Grande e Conceição . Itaparica é produtora de água mineral que pode ser experimentada na bica , com vazão estimada em 46.000 litros por dia . Acesso através de ferry boat ( 600 pessoas ) ou dos Catamarãs. 
 
Porto da Barra : Está situada entre o Forte de São Diogo e Santa Maria . Foi nesta praia que Tomé de Souza , primeiro governador geral do Brasil, aportou com sua esquadra . Tem águas tranqüilas e profundas, ideal para prática de natação, vela, esqui, caiaque , pesca e mergulho . Evite ir no fim de semana , quando a praia esta lotada . 
 
Farol da Barra : A praia é protegida por arrecifes que formam piscinas naturais, idéias para banho .Situada entre o forte de Santo Antônio da Barra e o Morro de Cristo , ela é um dos cartões postais da cidade . É freqüentada por surfistas e famílias com crianças . Na orla há vários restaurantes e bares . 
 
Itapuã : Tem ondas pequenas e trechos protegidos por arrecifes . A praia é bonita, com coqueiros e areia branca, mais a areia entre a praia e as barracas é estreitas para os banhistas em dia de maré cheia o mar fica perigoso . O por do sol é inesquecível !!! 
 
Amaralina : Imortalizada numa canção de Caetano Velozo , a praia é recomendada para praticante de esportes náuticos . Tem várias barracas que servem acarajés e outras comidas típicas . Nos finais de semana recebe dezenas de banhistas . Própria para banho . 
Pituba :Serve de porto para as jangadas de pescadores da colônia local . Mesmo sendo imprópria para banho a praia é muito freqüentada pelos moradores do bairro . 
 
 
Morro de São Paulo :Mergulhar, pescar , banhar-se nas piscinas de água salgada ou na fonte de água doce , fazem parte do programa para quem visita Morro de São Paulo . Ás águas são cristalinas e revelam corais coloridos . As praias não tem nome e são identificadas por número , a primeira tem várias pousadas e casas de veraneio . È ideal para prática de surfe , quando a maré baixa , a Segunda se transforma num aquário , e mesmo sem ajuda de equipamentos , pode-se apreciar a riqueza da fauna e da flora marinha .Da terceira avista-se a Ilha de Caitá , uma pequena formação de areia que conta com um único coqueiro . Também há várias piscinas de corais . O restante da costa conta com a 4a praia com 20Km de extensão. Este último trecho é freqüentado pelos adeptos ao nudismo . Em morro de São Paulo não existem carros , aproveite para alugar um cavalo ou bicicleta . 
 
Igreja N. S. do Rosário dos Pretos : Proibidos de participarem dos cultos em outras igrejas, reservadas aos brancos , os negros, escravos livres , construíram sua igreja no século Xvlll . Como de dia todos trabalhavam , ela foi levantada durante a noite . Abriga um antigo cemitério de escravos e sua entrada foi feita pelo entalhador João Simão de Souza . São celebrados cultos ecumênicos . 
 
Ordem terceira de São Francisco : Sua fachada é considerada o maior trabalho de talhe na pedra , tanto Do Brasil quanto de Portugal . Construída no século XVlll tem o altar mor feito de prata e com símbolos em ouro maciço . No teto painéis de Antônio Franco Valesco e, nos altares laterais , painéis de J. Teofilo de Jesus . O convento tem azulejos portugueses retratando as núpcias do primogênito de D. João V e a cidade de Lisboa . 
 
Parque Dique do Tororó : O dique foi despoluído e passou por grandes reformas . Há pistas de cooper, barras de ginástica e espaço para alongamento . Há também : pedalinhos, caiaques, ... espalhados por um espelho de 10 000 metros quadrados de água . 
 
Salvador: 
As ruas do Centro Histórico de Salvador transportam o turista para os primórdios da história do Brasil. Profundos conhecedores da cultura local, os guias turísticos explicam como desenvolveu-se a colonização da primeira cidade do país. 
 
Até 1763, Salvador sediou a capital da Coroa Portuguesa nas Américas, destacando-se, além disso, como o principal porto do hemisfério sul até o século XVIII. 
 
A natureza foi pródiga na criação das suas belezas ao longo de 50 quilômetros de praias e parques ecológicos. 
 
Formado por brancos, negros e índios, seu povo mestiço é alegre, criativo, musical, herdeiros de rico folclore e manifestações culturais. 
 
A cidade é considerada a capital cultural do país, berço de grandes nomes nas diversas manifestações artísticas, com destaque nacional e internacional. A atividade cultural e o turismo têm sido reconhecidos pelo governo como importantes geradores de emprego e renda, impulsionando as artes e a preservação dos patrimônios artístico e cultural. 
 
 
Ilhas da Baia de Todos os Santos ; 
BAÍA DE TODOS OS SANTOS 
A maior e uma das mais belas baías da costa brasileira, a Baía de Todos os Santos, encanta a todos que a visitam pelo grande número de ilhas tropicais, com praias e vegetação paradisíacas, e pela extrema riqueza histórica de seu cenário, pontilhado de igrejas, fortalezas, belos solares coloniais e sedes de fazendas. Já foi, nos séculos XVII e XVIII, o maior porto marítimo do Hemisfério Sul. Em seus 1100 quilômetros quadrados, abriga 56 ilhas, recebe as águas doces de inúmeros rios e riachos, além de ter debruçada em seu entorno a primeira capital do Brasil e a maior do Nordeste, Salvador da Bahia, e mais de dez municípios. 
ILHA DE ITAPARICA 
Acesso: de Ferry Boat ou Catamarã até o terminal de Bom despacho. De carro particular ou de van até as praias. É a maior ilha da Baía de Todos os Santos e um dos referenciais turísticos do Estado. Possui um potencial extraordinário de recursos naturais, guardando recantos de grande beleza natural, situados em lugares bucólicos, de extrema beleza. Possui também seus dotes da terra, como sua água mineral, com características hipotermal e francamente radioativa. Passou a ser considerada Estância Hidromineral em 1937. Na parte voltada para o oceano, apresenta uma cadeia de recifes, numa extensão de 15 Km, formando piscinas naturais, ótimas para banho. A ilha foi emancipada de salvador em 8 de agosto de 1833 e elevada à cidade em 30 de julho de 1962. Depois foi desmembrada, passando a ter dois municípios: Itaparica e Vera Cruz. Itaparica fica com os povoados de Porto Santo, Manguinhos, Amoreiras e Ponta de Areia. Vera Cruz fica com os povoados da Penha, Barra do Gil, coroa, barra do Pote, Conceição, Barra Grande, Tairu, Aratuba, Berlinque e Cacha Prego, além da sede do município, Mar Grande. 
ILHA DE MARÉ 
Acesso: carro ou ônibus até o terminal de São Tomé de Paripe, de onde saem barcos diariamente de hora em hora, das 8h às 18h. Parece ser um pedacinho do planeta esquecido pelo tempo. Mesmo estando localizada próximo a salvador - 20 minutos de barco - o povo da ilha cultiva hábitos antigos e vive basicamente da pesca e do artesanato. É um local ainda primitivo com belas praias e vilas de casinhas à beira-mar. Os três maiores povoados, Santana, Itamoabo e Praia Grande, são também as melhores praias. Em todas, porém, há presença de pedras e mangues. A Praia das Neves tem águas límpidas, mar calmo e vegetação ao longo da costa. Entre os atrativos culturais estão as igrejas Senhora Santana, do século XIX, e Nossa Senhora das Neves, construída no século XVI. 
ILHA DE MADRE DE DEUS 
Acesso: carro ou ônibus no Terminal Rodoviário de Salvador. Dista 70 Km de Salvador. É um município de grande importância, devido a existência do terminal marítimo da Petrobrás. Pertencem ao município a ilha de Maria Guarda e a Praia do Suape, de onde se tem uma bela vista de Salvador. Da arquitetura civil destacam-se, no alto da Matriz, as casas de Pedro Gomes e de Laudelino Pinheiro, e na praia do Suape a Casa dos Dois Leões e a de Antônio Balbino, todas da segunda metade do século XIX, assim como a Igreja Matriz de Nossa Senhora Mãe de Deus. 
ILHA DO MEDO 
É a primeira Estação Ecológica da Baía de Todos os Santos, tombada oficialmente por lei municipal de 1991. A vegetação predominante é a restinga com exuberante bosque de árvores de mangue. A ilha é envolta de mistérios e lendas, a começar pelo próprio nome. Ao antigos dizem que o lugar foi assim batizado por ter ficado assombrado depois de abrigar um asilo, para onde eram levados doentes terminais de lepra e de cólera-morbo. Outra lenda conta que um padre da comarca de Itaparica, teria recebido dinheiro para celebrar missa e não o fez. Após sua morte, sua alma passou a residir na ilha e convidava pescadores que passavam pelo local para assistir à celebração da missa. Contam também que os negros faziam trabalhos de candomblé para amedrontar os brancos da região, e para afastar os negros, os jesuítas teriam colocado gatos selvagens na ilha. Verdade ou não, ainda hoje a Ilha do Medo, que continua desabitada, é povoada por gatos. 
ILHA DOS FRADES 
Acesso: até Madre de Deus de carro ou ônibus. De lá atravessa-se em barcos alugados até Paramana ou Ponta de nossa Senhora, com preços a combinar. É uma das menores ilhas da Baía de Todos os Santos, e também uma das mais importantes do ponto de vista paisagístico. Dona de exuberante floresta atlântica, conta com milhares de árvores nativas, inclusive pau-brasil. Tem a forma de uma estrela de quinze pontas e em cada extremidade está cada uma de suas belas praias. É também considerada uma Reserva Ecológica, com tombamento municipal aprovado em 1982. Na ilha se encontram as ruínas de um lazareto, de um armazém onde os escravos chegados ficavam de quarentena, de um entreposto onde os escravos engordavam antes de serem vendidos, de uma casa de farinha, além de duas pequenas igrejas: a de Nossa Senhora do Loreto e a de Nossa Senhora de Guadalupe. Na Ponta de Nossa Senhora, há uma concentração de barracas de praia que servem bebidas e petiscos, especialmente lagosta aferventada. Além desta, são muitas as praias, como Paramana, Loreta, Viração, Tobar e Praia da Costa. 
BOM JESUS DOS PASSOS 
Acesso: carro ou ônibus até Madre de Deus e atravessa em barcos alugados. Situa-se enter as Ilhas de Madre de Deus e dos Frades. A chegada de barco oferece um belo visual com a ponta de atracação e a Igreja Bom Jesus dos Passos. A vegetação é densa e a vila bastante florida. Vale a pena o desembarque para andar nas ruas sossegadas, onde a população vive basicamente da pesca e da carpintaria. É interessante visitar o Solar dos Duarte, as fontes da Rua, do Porrãozinho e Grande, e a capela de Nossa Senhora da Conceição. A culinária é a base de peixes e mariscos. A ilha oferece duas praias próprias para banho, a do padre e a da Pontinha. 
ILHA BIMBARRAS 
Acesso: de barco ou escuna particular. Distante de Salvador 17 milhas náuticas, está consolidando a implantação de um projeto de turismo náutico na Baía de Todos os Santos. O Projeto Ilha Bimbarras é um exemplo de preservação da mata Atlântica, baseado no princípio do equilíbrio existente em todo ecossistema, onde o homem deve não somente ocupá-lo de forma racional, mas recuperá-lo e preservá-lo. Esse projeto caracteriza-se por sua auto-sustentação, abrangendo um conjunto de atividades ligadas ao turismo de baixa densidade, associadas ao funcionamento de uma fazenda inteiramente produtiva no centro da ilha, com exploração pecuária, cultivo de árvores frutíferas tropicais e maricultura. 
ILHA MATARANDIBA 
Acesso: de barco ou escuna particular. Situa-se bem próxima à ponte do Funil, que liga a ilha ao continente. Tem à sua frente a cachoeira de Tororó, em Itaparica, com acesso apenas pelo mar. Se constitui numa parada obrigatória para iatistas e velejadores que navegam na contra-costa de Itaparica. 
PONTA DO GARCÊS 
Acesso: de barco ou escuna particular. Importante atrativo da Baía de Todos os Santos, limita a Baía ao Sul. Possui 8 km de praias, onde situam-se a foz do Rio Jaguaripe a Lagoa dos Garcês, e em suas matas há espécies de bromélias azuis, vermelhas e amarelas, além de espécimes raros de lobo-guará e porco-do-mato. 
 
Bahia Histórica 
Passeio que destaca o rico acervo cultural e histórico de Salvador, com muitas igrejas, museus, monumentos e o Pelourinho, patrimônio histórico da humanidade, totalmente restaurado. 
 
Litoral Norte 
Pela conhecida Estrada do Coco avista-se praias de beleza indescritível, com destaque especial à Praia do Forte, conhecida internacionalmente. 
 
 
Bahia à Noite 
Shows folclóricos que apresentam danças, música e a religiosidade típica da Bahia. Aproveite para degustar a deliciosa culinária baiana. 
 
 
Passeio às Ilhas 
Navegando pela Baía de Todos os Santos, alcança-se a paradisíaca Ilha dos Frades, com parada para banhos de mar e exploração da ilha. em seguida, navega-se até a Ilha de Itaparica, uma das mais bonitas do litoral baiano. 
 
 
Morro de São Paulo 
Esta ilha é a mais nova sensação da Bahia. São praias paradisíacas onde as pessoas convivem em harmonia com a natureza. 
 
 
Mangue Seco 
Através da Linha Verde chega-se a Mangue Seco, onde desfruta-se de inesquecíveis passeios de buggy pelas dunas e impressiona-se com a beleza natural na terra de Tieta do Agreste conhecida no mundo todo.