Curso de Agente de Viagens Online

Deserto de Atacama

Conhecido como “O deserto mais seco do mundo”, o Atacama se estende desde a cidade de La Serena até quase a fronteira com o Peru, cobrindo uma área com mais 200.000 km2. Com uma altitude média de 2.500 metros e com 300 dias de céu azul por ano, o deserto abriga dezenas de observatórios astronômicos e é considerado o melhor local de observação do mundo.
 
Calama e Chuquicamata
 
Duas cidades se destacam neste mar de areia e pedras. A primeira é Calama, uma cidade de mineração que sobrevive da extração de cobre. Ao lado dela fica Chuquicamata, a maior mina de cobre a céu aberto do mundo. A escavação da cratera principal foi iniciada em 1882 e hoje atingi dimensões incríveis. Tem 6 quilômetros de comprimento, 4 de largura e uma profundidade de mil metros. O mineral é retirado durante as 24 horas do dia, 7 dias por semana e o entulho retirado forma montanhas artificiais com mais de 150 metros de altura. De sua cratera saem 600.000 toneladas/dia de material sendo que somente 1/3 disto é de mineral. Para movimentar tanto material, é usada uma frota com 130 caminhões gigantes, cada um com 7 metros de altura. Só os pneus pesam 3 toneladas e medem mais de 3 metros. 
 
San Pedro do Atacama
 
Apesar da curiosa Chuquicamata, os lugares mais bonitos e interessantes ficam mesmo em San Pedro do Atacama, a 100 kms de distância. Por estar localizada próxima a cordilheira e de algumas fontes de água, San Pedro é habitada a milhares de ano e possui vestígio de ocupação que datam do ano 800 A.C. Em 1450 foi conquistada pelos Incas que construíram um sistema de canais e dutos que irrigaram o deserto. Hoje, mais de 10 oásis cercam a cidade onde se produzem alimentos e frutas. As casas da região são quase na sua totalidade feitas de barro e cobertas com palha. A única construção que destoa do marrom da vila é a secular capela de San Pedro localizada na praça central.
Próximo à cidade existem dezenas de ruínas de fortalezas incas, salares, vulcões ativos e inativos, lagos salgados e o fantástico Vale da Lua. Este vale, fica entre a cordilheira do Sal e a cordilheira dos Andes e tem este nome por ter formações rochosas que lembra a superfície do nosso satélite. 
Outros lugares que voce precisa conhecer são:
 
Geisers de Tatio - Poços de água fervente e jatos de vapor.
 
Lagunas Cejar- Lago azul como o céu cercado de cristais de sal branquíssimos.
 
Salar do Atacama - Uma planície com mais de 100 kms de sal repleta de lagos e aves.
 
Laguna Verde - No lado boliviano do deserto, próximo a fronteira, uma linda lagoa de cor verde (por conta do ácido sulfúrico) e uma bela visão do majestoso Vulcão Licamcabur.
 
Estar no deserto já é uma experiência fascinante, agora conhecer o Deserto do Atacama é uma experiência inesquecível.
 
Fonte: Ecoviagem