Curso de Agente de Viagens Online

Suriname (geral)

O Suriname é aquilo que se pode chamar de um pedaço da Europa na América do Sul. Essas duas características se unem ao ponto de fazer do país um local único e singular. A história colonial do país está por toda a parte. O seu interior é coberto por selvas e culturas indígenas que caminham com o seu ritmo próprio.

As esculturas e talhas de origem indígenas são as melhores e mais belas peças que você pode encontrar para comprar em Suriname. Na capital do país você vai encontrar lojas que oferecem tudo o que você imaginar – regional e mundialmente falando. Lembre-se de sempre pechinchar para conseguir bons produtos com pequenos preços.

Além de você poder visitar as maravilhosas reversas naturais através das excursões, pode percorrer os rios de canoa, conhecer o povo indígena, descansar nas praias ou sentar nos belos cafés de Paramaribo e apreciar a vida local. O evento mais popular do Suriname é o Festival Hindu de Ano Novo.

A comida local é uma mistura da culinária indiana e Indonésia. Pode-se comer bem pagando pouco nos warungs que tem alimentos populares como o arroz, peixe e macarrão. Não se esqueça de perguntar pelo gado gado, um delicioso prato preparado com diferentes tipos de verduras e amendoins.

São dois os locais que você não pode deixar de visitar. O primeiro deles é a capital, Paramaribo. É a cidade que mais reflete essa mistura entre a América e a Europa com suas casinhas de madeira e suas ruas estreitas, praças de grama verde e palmeiras à beira do rio. Lá você ainda encontra mesquitas e sinagogas, cafés e bebedores de cerveja em uma mistura cultural nada comum.

O Palácio Presidencial, a Praça da Unidade e o Palmentuin são bons locais para serem visitados na capital do Suriname. E não se esqueça de dar uma passada em Waterkrant, que tem o mercado mais agitado à beira do rio que você já viu.

O segundo lugar a ser visitado é Albina, um pequeno povoado onde você encontra tribos e pode alugar canoas para visitar a Reserva Natural Galibi – um reduto das tartarugas. Você precisará da autorização dos índios para adentrar a reserva. Não há acomodações, mas se quiser passar a noite lá pode dormir em uma rede no campo.

Certamente esta será uma viagem que você nunca imaginou realizar, principalmente ao perceber realmente que é possível fundir a cultura da Europa com o clima e charme da América Latina.