Espelioturismo

O espeleoturismo é o turismo em cavernas, refere-se também à exploração de cavernas e grutas. É um ramo da prática espeleológica que aborda a evolução das cavernas, a comunidade biótica e os resquícios arqueológicos neles encontrados, sem que isso traga impacto negativo à pesquisa e ao meio subterrâneo.

Para explorar o interior das cavernas usam-se como meio de transporte as técnicas de rapel. Nas cavernas é importante se estar com a vestimenta e equipamentos adequados e conhecer os procedimentos específicos para a sua exploração. 

Dicas de segurança para espeleoturismo
• Recomenda-se a prática em grupo de no mínimo três pessoas e com guia altamente qualificado;
• Equipamento completo e em ótimo estado de conservação;
• Mesmo em lances aparentemente seguros use sempre uma corda de apoio e/ou segurança;
• Não entre em cavernas que tenha água quando houver previsão de chuva;
• Informe a várias pessoas qual a caverna que irá visitar com o possível horário de retorno;
• Conheça e respeite as normas de visitação das cavernas turísticas e dos possíveis riscos que apresentam;
• Descanse sempre que necessário;
• Aos primeiros sinais de hipotermia procure combatê-la;
• Não se afaste do grupo;

Principais riscos da atividade de espeleoturismo
• Cheia repentina e trechos de forte correnteza podem causar lesões e afogamento;
• Quedas;
• Entalamento em passagens muito estreitas;
• Picadas de insetos e animais peçonhentos;

Equipamentos específicos para praticar espeleoturismo*
Para cavernas horizontais individuais:
• Capacete com iluminação elétrica ou capacete e duas lanternas à prova de água com pilha reserva;
• Cinto de segurança para espeleologia;
• Vestimenta (macacão) adequada às condições de umidade e temperatura da caverna;
• Calçado resistente (de preferência bota de cano alto);
• Roupa e agasalho reservas devidamente estocados em sacos plásticos ;
• Cantil com água;
• Alimentos energéticos (barras de cereais, chocolate, por ex.);
• Mochilas de PVC.

Coletivos:
• Pequena corda (20 a 30m);
• Mosquetões;
• Compartimentos a prova d’água;
• Primeiros socorros e cobertor térmico de emergência.

Para cavernas verticais individuais:
• Os equipamentos individuais para cavernas horizontais acima;
• Cadeirinha para espeleologia;
• Peitoral;
• Longe duplo (solteira dupla);
• Mosquetões;
• Descensores;
• Ascensores (blocantes);
• Maillons;
• Estribo.

Coletivos:
• Cordas estáticas;
• Mosquetões diversos;
• Plaquetas para ancoragens artificiais;
• Anéis de fita para ancoragens naturais.
* Fonte: www.feriasvivas.org.br.

Os Dez Mandamentos do ecoturista
1. Amarás a Natureza sobre todas as coisas.
2. Honrarás e preservarás o bom humor;
3. Estarás sempre pronto a colaborar;
4. Serás capaz de te adaptares aos imprevistos;
5. Utilizarás os serviços dos guias credenciados;
6. Não reclamarás;
7. Não invocarás o nome do guia em vão, para perguntar se falta muito para chegar;
8. Não matarás mosquitos, formigas e carrapatos;
9. Não considerarás chuvas, atoleiros ou pontes quebradas como imprevistos;
10. Não poluirás o meio-ambiente.

Os Três Mandamentos do Ecoturismo
1. Da natureza nada se tira a não ser fotos.
2. Nada se deixa a não ser pegadas.
3. Nada se leva a não ser recordações.