Bagagem despachada

É importante ressaltar que os itens proibidos para transporte na bagagem de mão podem, em sua maioria, ser acondicionados na bagagem despachada.
 
Entretanto, alguns materiais não podem ser transportados, mesmo na bagagem despachada, pois requerem procedimentos especializados para o seu transporte e são qualificados como carga. Entre eles, destacam-se os produtos químicos, explosivos, materiais inflamáveis, infecciosos ou radioativos, dentre outros (art. 48 da Portaria nº 676/GC5).
 
Alguns itens, por outro lado, por motivo de segurança, não podem ser levados como bagagem de mão e devem ser acondicionados na bagagem a ser despachada:
 
  • armas de fogo devem ser declaradas ao agente no check-in, com duas horas de antecedência em relação ao horário do vôo, acompanhadas da respectiva documentação e autorização, preferencialmente da Polícia Federal. A arma de fogo deve estar desmuniciada;
  • objetos pontiagudos ou cortantes;
  • instrumentos de ponta arredondada, barra metálica ou similar (martelos, alicates, tacos de bilhar, panela de pressão, cassetetes, etc.).
Alguns itens somente são transportados em aeronaves como carga aérea devidamente embalada.
 
São eles:
  • substâncias explosivas ou inflamáveis;
  • substâncias químicas e tóxicas;
  • material cujo campo magnético seja suficiente para interferir nos equipamentos das aeronaves.
Algumas empresas aéreas têm restrições para transportar, na bagagem despachada, alguns tipos de materiais esportivos (bicicletas, pranchas de surf, vara de pesca, etc.). Nesses casos, o passageiro deverá observar o contrato de transporte ou consultar a empresa aérea com antecedência. Em caso de dúvida sobre algum item a ser transportado, o passageiro deverá consultar a empresa aérea.
 
 
FONTE: ANAC