Trens no Brasil

 

Trem da Vale
Desde maio de 2006 os visitantes das cidades históricas mineiras contam com mais uma atração: o passeio pela ferrovia entre Ouro Preto e Mariana totalmente recuperada pela Companhia Vale do Rio Doce. Os seis vagões com capacidade para 320 passageiros são puxados por uma locomotiva maria-fumaça de 1949. Um vagão panorâmico dotado de paredes de vidro transparente, permite observar melhor a paisagem ao longo do percurso. Para reviver o clima do passado, os tíquetes da passagem são perfurados por agentes de viagem vestidos ao rigor da época e as estações das duas cidades oferecem atrações culturais.

Saída: Ouro Preto – MG
Destino: Mariana – MG
Percurso: 18Km
Atrações: o trajeto segue o percurso do Ribeirão do Carmo, passando por quatro túneis, vales e despenhadeiros, e pelas antigas estações Passagem de Mariana e Vitorino Dias.
Informações: fones 0800-285-7000 ou (31) 3557-3844 (bilheteria Mariana) ou (31) 3551-6211 (Bilheteria Outo Preto) de quanta a domingo.

 

Trem das Águas
Esta antiga ferrovia foi projetada e construída por ingleses há 115 anos, e percorrida por D. Pedro II e toda sua comitiva imperial em busca do ameno clima mineiro e das saudáveis águas minerais da região. Isto lhe valeu o apelido de Trem das Águas. Os passageiros vivem o clima de outros tempos, ouvindo o canto dos violeiros que animam o trajeto e o apito de uma original maria-fumaça Baldwin de 1929.

 
Saída: São Lourenço – MG
Destino: Soledade de Minas – MG
Percurso: 10Km
Atrações: Parque das Águas de São Lourenço. Museu Ferroviário; Estação de arquitetura colonial inglesa e seus azulejos originais de Soledade de Minas; barraquinhas de artesanato e culinária mineira.
Informações: Praça Ismael Junqueira de Souza, 9, São Lourenço; tel: (35) 3332-3011.
www.tremdasaguas.tur.br

 

Estrada de Ferro Oeste de Minas
O passeio pode começar nas pequenas estações de São João Del Rey ou de Tiradentes, construídas em 1881 para servir a Companhia de Ferro Oeste de Minas, seguindo o estilo das estações mineiras edificadas no final do séc. 19. São João Del Rey preserva o famoso Museu Ferroviário e a rotunda, “mecanismo pelo qual a locomotiva inverte sua posição na linha férrea e, com uma curta manobra, engata-se novamente aos vagões para regressar à cidade”. A curiosidade fica por conta da bitola do trem, 0,76 metro, a única no mundo inteiro com esse tamanho.

Saída: São João del Rey -MG
Chegada: Tiradentes
Percurso: 13Km
Atrações: cidades históricas; rotunda da estação de São João Del Rey e Museu Ferroviário; o Rio das Mortes, palco da Guerra dos Emboabas (1707-1709); a Serra de São José; as fazendas mineiras.
Informações: Av Hermillio Alves, 366, São João Del Rey, MG tel: (32) 3371-8485
www.mariafumacamg.com

 

Estrada de Ferro Vitória-Minas
A ferrovia, administrada pela Companhia Vale do Rio Doce, vê passar diariamente o Trem da Vale, como seus 19 vagões, transportando 1.700 passageiros a cada viagem e percorrendo o mesmo caminho dos bandeirantes de alguns séculos atrás. São 664km em 12h20min, 26 estações, atravessando o Quadrilátero Ferrífero e o Vale do Rio Doce a uma velocidade média de 68km/h. Há vagões executivos com comissárias e garçons, vagões econômicos e um carro-restaurante.

Saída: Belo Horizonte – MG
Destino: Vitória – ES
Percurso: 664Km
Atrações: ao longo da viagem vão surgindo fazendas, cidades, pequenas comunidades. O caudaloso Rio Doce e seus remansos. Represas, túneis, serras, viadutos e velhas estações
Informações: fones 0800-985151 ou 0800-992223. 
www.cvrd.com.br

 

Trem da Serra da Mantiqueira
Trem da Mantiqueira faz um percurso de 1h15min embalando antigas lembranças num belo passeio, sempre aos sábados e domingos, com parada na Estação de Manacá para a compra de artesanato e deliciosos doces caseiros. Ao final do passeio está prevista uma visita ao Túnel, palco das revoluções de 30 e 32, onde, no passado, aconteceram duros combates entre mineiros e paulistas e recentemente foram gravadas cenas das minisséries Mad Maria e JK.

Saída: Estação Central de Passa Quatro -MG
Destino: Estação Coronel Fulgênico – MG
Percurso: 12 Km
Atrações: os belos e preservados casarões de origem portuguesa e francesa de Passa Quatro; pinheiros centenários e araucárias; o Túnel; artesanato e gastronomia mineira.
Informações: Estação de Passa Quatro, Minas Gerais; tel: (35) 3371-2167.

 

Trem do Forró
Os passeios neste trem são feitos por ocasião das festas juninas; os passageiros são convidados a participar das comemorações, cantando e dançando em todos os vagões, cada qual animado por um
trio de forró.

 
Saída. Marco Zero da cidade de Recife – PE
Destino: Cabo de Santo Agostinho – PE
Percurso: 42Km
Atrações: Cabo de Santo Agostinho, um paraíso de águas transparentes, vegetação tropical, rochedos e piscinas naturais, a 42km de Recife
Informações: Rua da Amizade, 38, Bairro das Graças, Recife; tel. (81) 3423-5000.
www.tremdoforro.com.br

 

Serra Verde Express da Graciosa
A ferrovia imperial, ligando Curitiba a Paranaguá desde 1880, foi um arrojado projeto para sua época. Hoje leva turistas encantados a cada ponte, túnel e paisagem avistados ao longo da viagem entre o litoral ao planalto, vencendo os contrafortes da Serra do Mar, passando pela Serra da Graciosa, a caminho do mar. O momento mais emocionante dá-se quando a locomotiva aponta na curva da serra, no trajeto entre Curitiba e Morretes, parecendo supensa no ar.

 
Saída: Estação Rodoferroviária de Curitiba – PR
Destino: Marumbi/Morretes/Paranaguá – PR ?
Percurso: 110Km, com duração de 8h em trem e 9h em litorina
Atrações: Parque Estadual do Marumbi, região belíssima com vegetação de mata atlântica, rupestre e campos de altitude; Estação Marumbi onde descem alpinistas e trekkers; Pico do Marumbi, 1.547m de altitude em meio a uma cadeia de montanhas; quedas d’água (70m) do Rio dos Macacos sobre laje granítica; vista panorâmica da Serra da Graciosa; curvas, túneis, viadutos e pontes; e guias que informam sobre a história local e pontos turísticos.
Informações: Av Pres. Affonso Camargo, 330 Estação Rodoferroviária, centro de Curitiba; tel: (41) 3323-4007. 
www.serraverdeexpress.com.br

 

Maria-Fumaça Sesc Mineiro Grussaí
Junto a uma praia tranqüila, no município de São João da Barra, Rio de Janeiro, está localizado o SESC Mineiro / Grussaí, com sua moderna infra-estrutura de convenções e lazer. Um animado passeio de trem maria-fumaça permite conhecer todas as instalações.

 
Saída: Estação Bom Despacho Sesc Mineiro Grussaí – RJ
Destino: Estação Bom Despacho Sesc Mineiro Grussaí – RJ
Percurso: 10Km
Atrações: show musical na estação; a sede do SESC Grussaí com completa infra-estrutura de esporte, lazer e convenções.
Informações: Rua Antonio Gonçalves Carvalho, s/n, São João da Barra, RJ; tel: (22) 2741-3535 / 2741-3616. 
www.sescmg.com.br

 

Trem da Estrada Real
Deixando Paraíba do Sul, o trem passa pela ponte giratória, tomando o rumo da ponte Dr. Leopoldo Teixeira Leite, de construção inglesa datada de 1895. Cruzando os bairros Jatobá, Bela Vista, Vila Salutaris e Inema, chega-se à Estação Werneck, onde o turista encontrará produtos artesanais e doces típicos. Seguindo o percurso, o trem cruza a área rural do município em direção à Estação de
Cavaru, vilarejo com antigo armazém, igreja, cafeteria e venda de artesanato. Depois de fazer o giro na rotunda desta estação, o trem retorna ao centro da cidade.

 
Saída: Estação Ferroviária / Centro Cultural de Paraíba do Sul – RJ
Destino: Estação Cavaru – RJ
Percurso: 14Km
Atrações: cidade de Paraíba do Sul, a 135km do Rio de Janeiro; ponte giratória; Ponte Dr. Leopoldo Leite, Estação Werneck, Estação Cavaru e rotunda.
Informações: Estação Ferroviária de Paraíba do Sul, RJ; tel: (24) 2263-2368.
www.paraibanet.com.br

Trem do Corcovado
Inaugurada por D.Pedro II em 1884, a Estrada de Ferro do Corcovado acompanhou momentos importantes da história do Rio de Janeiro. Pelos seus trilhos foram transportadas, a partir de 1927 e durante quatro anos, as peças para construção do Cristo Redentor. Os trens de hoje, importados da Suíça, percorrem os 3.824m de linha férrea por terreno íngreme, conduzindo mais de 600.000 pessoas por ano ao alto do Corcovado.

 
Saída: Bairro Cosme Velho – RJ, diariamente das 8h às 18h30
Destino: Alto do Morro Corcovado – RJ
Percurso: 3.824m
Atraações: Floresta da Tijuca, Monumento Cristo Redentor, Vista do Mirante para a cidade do Rio de Janeiro e a antiga Estação Cosme Velho.
Informações: Rua Cosme Velho, 513; tel. (21) 2558-1329.

 

Bonde Santa Teresa
O Bairro de Santa Teresa é uma das grandes atrações culturais e históricas do Rio de Janeiro. Cada esquina das ruas estreitas e sinuosas parece preservar um pouco do passado. O Bonde Santa
Teresa completa este cenário bucólico e encantador que inclui antigas chácaras, restaurantes, ateliês, lojas de artesanato.

Saída: Estação do Largo da Carioca, Rua Lélio Gama, centro da cidade – RJ
Destino: Bairro Santa Teresa – RJ
Percurso: circulam por Santa Teresa a Linha Paula Matos e a Linha Dois Irmãos, com roteiros especiais aos sábados.
Atrações: o bonde sai do centro da cidade, passa sobre os Arcos da Lapa, e segue ao encontro de suas atrações como a Igreja e Convento Santa Teresa, o Largo do Curvelo, os Largos Guimarães e
das Neves no centro do Bairro Santa Teresa, o Parque das Ruínas, o Centro Cultural Laurinda Santos Lobo, o Museu Casa de Benjamin Constant, o Museu Chácara do Céu, ateliês, lojas de artesanato,
adegas, bares e restaurantes.
Informações: Rua Professor Lélio Gama, s/n, Estação de Bondes, ao lado do Aqueduto da Carioca; tel: (21) 2524-2508.

 

Trem do Vinho
No início do séc. 20, a maria-fumaça era um meio de transporte muito utilizado por passageiros e para transporte de carga pelos sinuosos caminhos da serra gaúcha. Hoje, é um passeio turístico à moda antiga. Antes de embarcarem no trem a vapor, os turistas são recebidos na estação de Bento Gonçalves com degustação de vinhos e queijos. No percurso, um típico coral italiano passa de vagão em vagão. A recepção em Garibaldi acontece ao som de canções gaúchas e italianas, enquanto todos brindam com champanhe. Em Carlos Barbosa, um show de música italiana marca o momento de confraternização.

Saída: Bento Gonçalves . RS
Destino: Garibaldi/Carlos Barbosa – RS
Percurso: 23Km
Atrações: a paisagem serrana, apresentações teatrais e de danças típicas dos imigrantes, degustação de queijos vinhos e champanhe.
Informações: Rua 13 de Maio, 581, loja 109, Bento Gonçalves; tel: (54) 3455-2788;
www.mfumaca.com.br

 

Trem da Serra do Mar
Desde a Estação Ferroviária de Rio Negrinho percorre-se um nostálgico roteiro pela serra do norte catarinense entre montanhas, túneis e cachoeiras. A Estação (1913) abriga o Museu Dinâmico da Maria-Fumaça e seu acervo – oito locomotivas a vapor, peças e vagões antigos – conta parte da história ferroviária no Brasil. Chegando à Estação de Rio Natal, colônia polonesa no interior de São Bento do Sul, os turistas são recebidos com música folclórica e almoço típico que inclui pirogue – um pastel cozido recheado com requeijão – o alusque, folhas de repolho cozido recheadas com arroz e carne, e nhoque de batata doce.

 
Saída: Ferroviária da cidade de Rio Negrinho – SC
Destino: Estação Ferroviária de Rio Natal – SC
Percurso:42Km
Atrações: acervo do Museu da Maria-Fumaça; paisagens deslumbrantes da mata atlântica e da Serra do Mar, gastronomia típica polonesa.
Informações: Rua 18 de Fevereiro, 803 Piratuba, Santa Catarina; tel: (49) 3553-1121.

 

Bonde dos Imigrantes
O bonde, tipo aberto, fabricado pela inglesa Hurst Nelson em 1912, totalmente recuperado nas oficinas da Estrada de Ferro Campos do Jordão, circula por trilhos na Rua Visconde de Parnaíba. O trajeto
entre o Memorial do Imigrante e a Estação Bresser não é longo, mas traz recordações da história local.

 
Saída: Estação Memorial dos Imigrantes – SP
Destino: Estação Bresser do Metrô – SP
Percurso: 600m
Atrações: do Imigrante e Hospedaria do Imigrante.
Informações: Rua Visconde de Parnaíba, 1316, São Paulo; tel: (11) 6692-1866.

 

Bonde Turístico de Santos
Um bondinho da década de 20, um dos raros remanescentes da época e totalmente restaurado, faz a Linha Turística da cidade de Santos. Em seu trajeto, o bonde percorre a Rua General Câmara, Rua do Comércio, Largo Marquês de Monte Alegre, Rua Tuiuti, Praça Barão do Rio Branco, Rua Augusto Severo e Rua Cidade de Toledo, voltando ao ponto de partida.

 
Saída: Praça Mauá, centro – SP
Destino: Praça Mauá, centro – SP
Percurso: 1,7Km
Atrações: belas construções históricas, erguidas entre os séculos 17 e 19, como o Conjunto do Carmo e a Estação Santos-Jundiaí que lembra a Victoria Station de Londres; a Casa de Frontaria Azulejada
em estilo neoclássico; a Praça Mauá e o Palácio José Bonifácio.
Informações: tel. 0800 173887 e (13) 3201-8000

 

Bonde Monte Serrat (Santos)
No coração da cidade de Santos, destaca-se o Santuário de N. Sra. de Monte Serrat, a 157m de altitude. O acesso é feito por bondinho em sistema funicular, projetado e executado pela Sociedade Anônima Elevador Monte Serrat. Na época da inauguração em 1927, o projeto incluía terraços e um cassino que funcionou até sua interdição em 1946, tendo recebido políticos, artistas nacionais e internacionais e grandes orquestras. Os salões conservam as características originais da época, inclusive o mobiliário.

 
Saída: Monte Serrat – SP
Destino: alto de Monte Serrat – SP
Percurso: 300m
Atrações: o próprio Complexo Monte Serrat; o mirante que proporciona uma vista de 360º de toda ilha; os aspectos históricos do local.
Informações: Rua Correia de Mello, 33, centro de Santos, São Paulo; tel: (13) 3221-5665.
www.monteserrat.com.br

Trem de Atibaia
Antes do alegre passeio na locomotiva de 1881, os visitantes são convidados a visitar o Museu Ferroviário que reúne peças de mais de cem anos, uma ponte ferroviária de 1895, giradouros de locomotivas de 1882, vagões de passageiros, carro postal e vagão – restaurante. A oficina é outra grande atração, pois aqui se pode acompanhar todo o processo de restauração de vagões e locomotiva.

 
Saída: Estação Atibaia
Destino: Estação Atibaia
Percurso: 1,3Km
Atrações: Museu Ferroviário e as oficinas onde são restaurados os trens. As atrações naturais de Atibaia como a Pedra Grande, a Serra de Itapetinga; os esportes de aventura; a Represa da Usina; a Festa de Flores e Morangos.
Informações: Av. Jerônimo de Camargo, 6.308; tel. (11) 4411-4499.

 

Estrada de Ferro Perus-Pirapora
A estrada de ferro foi construída em 1914, com bitola de 0,60m, e se destinava ao transporte de romeiros até Bom Jesus de Pirapora. Jamais chegou a tal destino, tendo sido desviada no km 15 para
Cajamar e usada como ferrovia industrial até 1983. Hoje, recuperada em 2km de seus 21km, vê passar novamente a locomotiva a vapor, fabricada pela empresa francesa Decauville Ainé em 1912 e restaurada em 2005. É o projeto do trem turístico-ambiental em andamento. A cada passeio, sempre previamente agendado e para grupos organizados, a fornalha é acesa com lenha três horas antes de iniciar-se o percurso.

 
Saída: Perus – SP
Destino: Perus – SP
Percurso: 2Km
Atrações: a mata do Parque Anhangüera; o percurso ao longo do Rio Juquery
Informações: tel. (11) 3915-5642

 

Trem dos Imigrantes
Nada melhor do que percorrer de trem a história da cidade de São Paulo e os marcos de sua imigração, saindo da Estação Memorial dos Imigrantes e a ela retornando. Uma plataforma, ambientada no início do séc. 20, acolhe os passageiros que vêem chegar a maria-fumaça puxando o carro bagagem, correio e chefe de trem (1914), o carro de passageiros de segunda classe (1900) e o carro de passageiros de primeira classe (1914), todos restaurados no Memorial.

Saída: Estação Memorial dos Imigrantes – SP
Destino: Estação Memorial dos Imigrantes – SP
Percurso: 3Km
Atrações: Memorial do Imigrante; Hospedaria do Imigrante; o próprio bairro da Mooca e o Bairro do Brás em São Paulo.
Informações: Rua Visconde de Parnaíba, 1316, São Paulo; tel: (11) 6692-1866.

TTU – Trem Turístico Urbano
circula dentro de Campos do Jordão, em um percurso de 4km entre a Estação Emílio Ribas, em Capivari, e a Estação Abernéssia; a composição inclui uma automotriz fechada e a “jardineira” com laterais abertas

 
Saída: Campos do Jordão – SP
Destino: Campos do Jordão – SP
Percurso: 4Km
Atrações: Excelente opção de passeio para quem vai permanecer apenas um dia na cidade.
Informações: Rua Martin Cabral 87, Pindamonhangaba,SP; tel. (12) 3644-7408 e 3644-7409. 
www.efcj.com.br

 

Estrada de Ferro Campos do Jordão
Levando os passageiros com o maior conforto, música ambiente, poltronas reclináveis, janelas panorâmicas e serviço de bordo, o Trem da Serra faz três roteiros diários atravessando a Serra da Mantiqueira.

 
Saída: Pindamonhangaba – SP
Destino: Campos do Jordão – SP
Percurso: 47Km
Atrações: o belo percurso de 47km cruza a Ponte do Rio Paraíba do Sul, faz a primeira parada no Balneário Reino das Águas e segue para a Estação de Santo Antônio do Pinhal; durante o trajeto, observa-se toda a beleza do Vale do Lajeado e da Pedra do Baú; depois de uma pausa de 4h em Campos do Jordão, retorno a Pindamonhangaba. 2. Campos do Jordão/Santo Antonio do Pinhal: 19km, embarcando na Estação Emílio Ribas, na Vila Capivari; o percurso proporciona uma visão panorâmica do ponto ferroviário mais alto do País (1.743m), chegando à Estação de Santo Antônio do Pinhal, onde é possível fazer compras e apreciar a paisagem do Mirante N. Sra. Auxiliadora. 3. Pindamonhangaba/Parque Reino das Águas Claras: percurso em 45’; o parque é dotado de ampla área verde decorada com personagens do escritor Monteiro Lobato.
Informações: Rua Martin Cabral 87, Pindamonhangaba,SP; tel. (12) 3644-7408 e 3644-7409. 
www.efcj.com.br

Viação Férrea Campinas-Jaguariúna
Por esta ferrovia, recentemente restaurada, que escoava a produção cafeeira do fim do séc. 19, hoje se revivem os tempos da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro, das fazendas de café e das antigas estações. A maria-fumaça, que embala o passeio turístico, passa pelas estações de Pedro Américo, Tanquinho, Desembargador Furtado, Carlos Gomes, até chegar em Jaguariúna.

Saída: Estação Anhumas de Campinas – SP
Destino: Jaguariúna – SP
Percurso: 24,5Km
Atrações: Estação de Anhumas; Museu Dinâmico Viação Férrea Campinas-Jaguariúna; parada estratégica em Pedro Américo para apresentação do funcionamento da locomotiva e demais estações que datam de 1920.
Informações: Rua Dr. Antônio Duarte da Conceição, 1500, Campinas,
São Paulo; tel: (19) 3207-4290 e 3207-3637. 
www.abpf.org.br

Bondinhos de Campos do Jordão
Cartão postal de Campos do Jordão, os bondinhos vermelhos A-5 e A-7 (1924) e A-6 (1930), fabricados em Nuremberg, Alemanha, circulam pela cidade como meio de transporte da população e de
turistas.

 
Saída: Estação Emílio Ribas, em Capivari – SP
Destino: Estação Emílio Ribas, em Capivari – SP
Percurso: 16Km ida e volta
Atrações: a Estação Emílio Ribas em estilo alpino; o centro turístico da Vila Capivari; as vilas Jaguaribe e Abernéssia; a parada na Estação São Cristóvão no sopé da Serra da Mantiqueira.
Informações: Rua Martin Cabral 87, Pindamonhangaba