Tudo sobre a China

03/04/2014 11:58

INTRODUÇÃO

Sobre a China

Datada como uma das mais antigas civilizações do mundo, a China passou por diversas transformações de âmbito social, político, econômico e cultural até chegar ao estado por nós hoje conhecido. Os primeiros relatos sobre a China de que se tem notícia estão datados entre 2.500 e 2.000 A.C. e fazem referência às regiões norte e central do atual território chinês.

China escreve-se 中國 em chinês tradicional, 中国 em chinês simplificado, Zhōngguó no sistema Hanyu Pinyin ou Chung-kuo no sistema Wade-Giles. O termo Zhōngguó significa literalmente "país" [guó] "do meio" [zhōng]. Em pinyin, sistema gráfico latino na língua chinesa, o "zh" tem o som de um "d" álveo-palatal (como o "j" na palavra inglesa "jest"), e o "g" é falado como um "k", donde a pronúncia [Djón küo]. A China é uma antiga unidade histórica, cultural e geográfica na parte continental do leste da Ásia, incluindo algumas ilhas que desde 1949 foram divididas entre a República Popular da China (que inclui a China Continental, Hong Kong e Macau) e a República da China (que inclui Taiwan e algumas ilhas da Província Fujian).

A palavra China costuma referir-se a regiões que, em termos mais específicos não fazem parte dela, como é o caso da Manchúria, da Mongólia Interior, o Tibete e Xinjiang (ver mapa das divisões da China). Nos meios de comunicação ocidentais, “China” refere-se, normalmente, à “República Popular da China”, enquanto que “Taiwan” se refere à “República da China”. Muitas vezes, em termos informais, especialmente entre chineses e ingleses (no contexto do mundo dos negócios), “a Grande região da China” (大中华地區) refere-se ao sentido mais lato, tal como foi apresentado no parágrafo anterior. Dois são os idiomas: cantonês na República Popular da China e mandarim na parte da República da China. As religiões praticadas são: budismo, animismo, taoísmo, protestantismo, catolicismo.

Nos últimos anos, o processo de globalização da economia proporcionou a ampliação do contato entre a China e as outras civilizações do planeta. Em 2008, a realização dos jogos olímpicos na cidade de Pequim será uma nova oportunidade de diminuir essas “distâncias” entre os chineses e o restante do mundo. A China, mais do que uma antiga civilização, é um mundo ainda a ser descoberto.

 

Made in China: Como a China virou potência?

A civilização chinesa foi uma das mais antigas existentes, surgiu há 4 mil anos atrás. Desde essa época até o ano de 1978, muitas cosias aconteceram. A China tornou-se um grande império no século II a.C., quando iniciou a construção da Grande Muralha para se defender dos mongóis. No século XIII, o país começou a ter contato com o mundo ocidental.

Na Guerra do Ópio, a China lutou contra o imperialismo inglês, porém perdeu o território de Hong Kong. Para os franceses, perderam o Vietnã; os russos conquistaram áreas do norte, e o Japão tomou a Coréia e Taiwan. Os chineses também viram os japoneses ocuparem a Manchúria, e isso só se findaram com a derrota do Japão na II Guerra Mundial.

Insatisfeitos com tudo isso, os comunistas, sob a liderança de Mão Tse-tung, tomaram o poder em 1949. A partir daí, realizaram inúmeras reformas, estatizaram as empresas e as propriedades fundiárias e promoveram a ditadura. Em 1950, a China aproximou-se da União Soviética, entrando também, na Guerra da Coréia. Após a morte de Tse-tung em 1976, Deng Xiaoping e seus aliados assumiram o poder e colocaram o país em outros trilhos.

A partir de 1978, a China iniciou uma série de reformas, que se caracterizaram por fartos subsídios estatais, importações abundantes de fábricas montadoras, atração de investimentos estrangeiros e exportação de produtos de baixo custo. Com essas medidas, o país surpreendeu o mundo com seu crescimento econômico. Em virtude da mão-de-obra barata, centenas de empresas estrangeiras foram atraídas para a China, e esta se tornou, sem dúvida, uma potência exportadora.

Em 1989, mesmo com o fim da URSS, a China permaneceu seu regime fechado. Basicamente, a política econômica adotada baseava-se essencialmente, no apoio às multinacionais, que mudavam o perfil da economia chinesa. O Estado se esforçava para garantir uma ampla infra-estrutura, energia, matérias-primas e mão-de-obra barata, tudo que as multinacionais queriam. O que essas empresas estrangeiras levaram à China foi a tecnologia, o que permitiu que o país se modernizasse .

Com a produção em massa, os preços dos produtos chineses ficaram baratíssimos em relação a outros mercados, dando para o país, uma fantástica competitividade no mercado internacional, resultando na famosa frase encontrada nos produtos: “Made in China”. O Estado procurou acelerar ainda mais o crescimento econômico, com fortes investimentos na construção de portos, aeroportos, pontes, ferrovias, etc.

Atualmente, com um nível de crescimento econômico assustador, a China encontra novos desafios. O principal desafio deles talvez seja, justamente, o de diminuir a dependência do país em relação ao comércio exterior, das multinacionais, e tentar elaborar uma economia semelhante à ocidental, baseada no consumo interno, na tecnologia de ponta e nos serviços. Mesmo assim, essa revolução econômica que ocorreu na China serviu para tirar 400 milhões de pessoas da pobreza, e ninguém sabe, ao certo, até onde os chineses podem chegar.

Documentos Necessários

Passaporte com validade mínima de 6 meses após a viagem, visto e vacina da febre amarela.

 

·         VISTO: o visto chinês deve ser solicitado com antecedência (+- 10 dias.  O formulário encontra-se na internet e o endereço no Rio é Consulado-Geral no Rio de Janeiro 
 Av. Urbano Santos, 26 , Urca,
Rio de Janeiro – RJ -  Telefones  (021)542-9880   - Fax  (021)541-2516
 . Para obtenção deste, paga-se uma taxa de R$ 210,00.

·         A vacina da febre amarela é obrigatória, é  preciso internacionalizar a mesma em algum dos postos da ANVISA, endereços na internet;

·         Bagagem: para os vôos externos pode-se levar 2 malas de 32kg cada, porém nos internos somente 1 de 20kg, esse é o cuidado que o passageiro deve tomar.

Dicas

·         Nosso pacote de turismo é operado com a Special Tour

·         Parte aérea pode ser com a Air France (via Paris), Emirates (via Dubai) , South África (via Junesburg) , neste caso a conexão é mem longa e é necessária um DAY USE em Jonesborgo.

·         Todos os trechos aéreos INTERNOS já estão incluídos no pacote e serão emitidos pela SPECIAL.

Informações Gerais Sobre a China

·         Tem 29 patrimônios Históricos da Humanidade;

·         Fuso horário: + 12h;

·         Idioma local: Cantonês.(ver maiores informações na introdução);

·         Moeda: Yuan (Renminbi) – U$ 1,00 = 4,00 Yuans. Aceitam Dólar, Euro não aceitam, preferem que façam o pagamento em moeda local, se pagar em dólar um objeto que custe U$ 10.00, pagará U$ 11.00, pois embora o dólar valha mais, eles tem que ir ao mercado negro local para trocar, então tem diferença. Para efetuar compras usar o papel e colocar valor no papel, o vendedor vai riscar colocando outro e assim vai negociando, evidente que essa negociação vale mais para coisas de maior valor pois tem muita coisa a ser vista e não vai perder tempo para negociar U$ 1.00. Todos os cartões são bem aceitos, com exceção do Diners;

·         Custo diário médio é em aproximadamente U$ 150,00 por pessoa, já considerando compras, portanto a variação ocorre conforme o perfil do cliente;

·         Informar aos passageiros que levem dólar e troquem nos hotéis, não é comum falarem inglês, eles falam mandarim, que se o passageiro não falar irá precisar do guia.

·         Gastronomia: é padrão internacional, muita carne de frango, peixe, massa e claro, comida chinesa. A culinária exótica que tem insetos tipo besouro,  percevejo com presunto frito, o turista só irá comer nos mercados ou em restaurantes específicos e com valor muito alto. Também há a possibilidade de fast-foods, já que tem a facilidade de se encontrar todos deste ramo, exceto Habbib´s, custo da promoção Big Mac = U$ 7,00 aproximadamente – Custo médio de refeição = U$ 30,00 por pessoa;

·         Clima: no verão a temperatura média é de 27 graus, muito parecido com o nosso clima e no inverno pode chegar a 2º ). Pior época para ir à China é final de agosto, quando chove muito, ocorrência das monções;

·         Ligações telefônicasinternacionais são muito caras, as locais baratíssimas,  os celulares ficam em serviço de rooming.

 

HONG KONG

A Região Administrativa Especial de Hong Kong da República Popular Chinesa, conhecida com o nome de Hong Kong, ou seja “Porto Perfumado”, é formada por uma pequena península da costa meridional chinesa e por 236 ilhas no Mar Chinês Meridional, entre as quais a ilha de Hong Kong, segunda em extensão à ilha de Lantau.

Situada ao Sudeste da China, a ilha de Hong Kong se torna Colônia inglesa em 1841. Após as “guerras do ópio”, em 1898 a China cede, por aluguel, à Inglaterra também a península de Kowloon, as cerca de 150 ilhas, e sucessivamente, os Novos Territórios. Assim a Colônia teve uma área total de 1.104 Km² e o controle absoluto daquele pedaço de mar que se tornou um dos portos naturais mais amplos e espetaculares do mundo. O contrato de aluguel era para 99 anos: 1898 – 1997. No dia 1º de julho de 1997, Hong Kong retornou à soberania chinesa como Região com Administração Especial (S.A.R.) segundo a política de “um País, dois sistemas”. Habitada primeiramente por poucos e pobres pescadores, Hong Kong mudou de fisionomia com o advento do comunismo na China (1949). De fato, de 1949 a 1952 mais de um milhão de refugiados aportaram no território da Colônia, seguidos de uma segunda leva, em 1962. Hong Kong goza de autonomia administrativa. Importantíssimo centro comercial e financeiro, turístico e aeroportuário, tem conexão com toda a Ásia Oriental. A população supera os 7 milhões.

 

Dicas Locais:

 

·         Hospedagem em Kowloon, pois hospedagens locais somente em hotéis muito caros de categoria 5* – separadas pela ponte Hkia (aproximadamente com a mesma distância da ponte Rio / Niterói), fica situada à frente de Hong Kong;

·         O centro tem uma geografia muito parecida com a do RJ;

·         Compras no Ladies Market – bairro de Mong Kokonde se pode fazer compras 24 horas, quando dá 00h00 as lojas fecham e só ficam a barracas funcionando, só vende alternativos (marcas falsas), bolsas Dolce Gabana, óculos Prada a U$ 8.00, compra-se de tudo, camisa pólo GAP ou Lacoste a U$ 7.00. Não há garantias;

·         Para os religiosos ou historiadores, a dica é a visita a Igreja Católica que está presente desde 1841, como Prefeitura Apostólica. Em 1946 foi ereta a Diocese sob a orientação do Bispo Mons. Enrico Valtorta, do P.I.M.E. Atualmente ela é conduzida pelo Cardeal salesiano Mons. Joseph Zen Ze Kiun, auxiliado por 299 sacerdotes e 529 religiosas que trabalham em 53 paróquias e outras igrejas sucursais. Os católicos são cerca de 240 mil com um percentual de 3-4 mil novos batizados a cada ano. As escolas católicas de todo tipo são 317, funcionando também 71 centros que oferecem diversos serviços sociais (cf Diocese de Hong Kong 2007);

·         Toda a noite, na alta temporada, ás 22h acontece a queima de fogos com duração de 15 minutos – Sinfonia das Luzes;

·         Dica de opcional: passeio de barco - se o passageiro optar por jantar terá que colocar um paletó com gravata e as mulheres um vestido mas sofisticado. Próximo ao local de saída do passeio aluga-se os trajes numa média de U$ 8,00 a U$ 10,00 (trajes mais simples). Este passeio com jantar gasta-se em média U$ 16,.00 a U$ 18,.00 tomando champanhe e vinho, tomando refrigerante gasta-se U$ 80,00 somente. Se comprar só o passeio pela ilha de Hong Kong custa U$ 25,00.

 

 

Curiosidade:

Em 1997, entre Kowloon e a ilha de Lantau, onde surgiu o novo aeroporto, foi inaugurada a ponte Tsing Ma, que com seus 2,2 km é a ponte pênsil mais comprida do mundo. Tem 6 pistas superiores e, na parte inferior, fechada e protegida do vento, passa o trem e há duas pistas para o trânsito dos automóveis durante os tufões.

SHANGHAI

É uma das cidades mais antigas do mundo (mais de 2.000 anos). Em chinês 上海市e Shànghǎi em pinyin é a maior cidade da República Popular da China, situada no litoral do Oceano Pacífico. O município de Shanghai é um dos quatro na China que tem estatuto de província. Tem cerca de 17.110.000 habitantes, 6.340 quilômetros quadrados e densidade de 2700 pessoas por quilometro quadrado.

Na década de 1930, tornou-se um dos maiores portos marítimos da Ásia, com opulentos bancos e edifícios de escritórios ladeando o porto nas margens do rio Huangpu.

Em 1945, após a rendição japonesa, a cidade foi ocupada por forças americanas, a pedido de Chiang Kai-shek, a fim de impedir que essa ocupação fosse levada a efeito por Mao Zedong e as suas tropas comunistas, há muito já em armas que nesse momento se evitou veio a verificar-se em 1949, depois da definitiva derrota das forças nacionalistas e a sua retirada para a Taiwan. A partir desse ano, pois, dada a profunda reorganização do país, as condições de vida da cidade mudaram totalmente, passando a fazer a partir daí parte integrante da República Popular Chinesa. A maioria dos cidadãos estrangeiros abandonaram a cidade, também o fizeram alguns empresários chineses que preferiram organizar os seus negócios em Hong Kong.

 

Dicas Locais:

·         Dividida em dois pólos, financeiro e comercial (Pudong Development), é a 2ª maior cidade da China e a que mais evolui;

·         City tour com visita ao Templo de Buda de Jade;

·         Nanding Road – com 2km de extensão, pode-se pagar uma taxa e passear de bondinho por 2h. Comercio para compras por 24h, são lojas com preços com uma média de 30% mais altos que em Hokg Kong, porém com garantia internacional;

·         Caminhada por Shanghai Bund – lojas, restaurantes, bares, etc. Produtos também mais seguros. Pode-se fazer uma visita aérea de helicóptero, por U$ 100,00 por pessoa, com duração de 15 minutos;

·         Old Shanghai – passeio onde se pode ter uma idéia de como era a cidade há cerca de 150 anos;

·         Dica: jantar ou almoço na Torre giratória, no restaurante Art 50, o único nessa condição na China. Á média por almoço é = U$ 60,00 e U$ 80,00 no jantar por pessoa. Em locais turísticos, o preço da refeição varia em torno dos U$ 30,00 por pessoa.

 

XIAN

Xian, Sian ou Hsian é uma cidade localizada no centro da China, na província de Shaanxi. Situa-se no vale do Wei. Tem cerca de 4.2 milhões de habitantes e é um centro industrial, comercial e turístico. Foi a capital da China ao longo de várias dinastias: Chin (255 a 206 a.CC), Han (202 a.C. a 25 d.C.) e Tang (618 a 907).É famosa pela descoberta do Exército de terracota, considerado um dos Patrimônios Históricos da Humanidade.

Dicas Locais:

·         Principal passeio é ao Museu Terracota, exército de terracota, Guerreiros de Xian ou ainda Exército do imperador Qin, é uma coleção de mais de oito mil figuras de guerreiros e cavalos, em tamanho natural, encontradas próximas do mausoléu do primeiro imperador da China. Foram descobertas em 1974, próximas de Xian. Descida ao Vale para ver os guerreiros, essa visita é feita sob passarelas, onde é permitido tirar fotos.

 

Curiosidade:

Qin Shi Huang Di foi o primeiro Imperador que uniu a China sob a mesma dinastia, realizador de grandes reformas sociais e econômicas. Os Qin governaram de 211 a 206 antes de Cristo, sendo responsáveis pela implantação do conceito de império entre os chineses. O Imperador faleceu há mais de 2 mil anos e foi sepultado junto a um exército de guerreiros de terracota, cuja principal missão era zelar por ele no além. Os chineses acreditavam na continuação da vida na terra, após a morte.

 

PEQUIM ou BEIJING

 

Pequim (em chinês - 北京; em pinyin - Běijīng e Wade-Giles - Peiching) é uma cidade chinesa, capital da República Popular da China, cujo nome significa capital do norte.

Durante séculos, foi a maior cidade do mundo; hoje tem cerca de 10,3 milhões de habitantes. Situada ao norte do país, Pequim é famosa pela Cidade Proibida e pelo palácio dos imperadores chineses desde o século XV. Foi capital do Império Chinês de 1421 a 1911.

Em 1912 a capital foi transferida para Nanquim e a cidade tomou o nome de Beijing (Wade-Giles: Beijing) (Paz do Norte); foi ocupada pelos japoneses entre 1937 e 1945. Tornou-se a capital da república em 1949 com o nome atual.

Dicas Locais:

·         Visita a cidade proibida (Forbidden City), onde se localiza o palácio Imperial (Imperial Palace), construído de 1406 à 1420;

·         Passeio a Praça da Paz Celestial – rodeada de monumentos, com uma bela caminhada (tamanho de +- 10x o Parque Ibirapuera em SP);

·         Muralha da China ou A Grande Muralha – a única construção a ser vista do espaço. Com 7.000km de extensão, foi construída durante a China Imperial para impedir a invasão dos povos do norte, principalmente os mongóis.

Curiosidade:

Embora seja comum a idéia de que se trata de uma única estrutura, na realidade consiste em diversas muralhas, construídas por várias dinastias ao longo de cerca de dois milênios. Se, no passado, a sua função foi essencialmente defensiva, no presente constitui um símbolo da China e uma procurada atração turística. As suas diferentes partes distribuem-se entre o Mar Amarelo (litoral Nordeste da China) e o deserto de Góbi e a Mongólia (a Noroeste). A MURALHA começou a ser erguida por volta de 220 a.C. por determinação do primeiro imperador chinês, Qin Shihuang. Embora a Dinastia Qin não tenha deixado relatos sobre as técnicas construtivas que empregou e nem sobre o número de trabalhadores envolvidos, sabe-se que a obra aproveitou uma série de fortificações construídas por reinos anteriores, sendo o aparelho dos muros constituído por grandes blocos de pedra, ligados por argamassa feita de barro.

No século XX, na década de 1980, Deng Xiaoping priorizou a Grande Muralha como símbolo da China, estimulando uma grande campanha de restauração de diversos trechos que, entretanto, foi questionada. A re-qualificação do monumento para o turismo sem normas para o seu adequado usufruto, aliado à falta de critérios técnicos para a restauração de alguns trechos, gerou várias críticas por parte de preservacionistas, que estimam que cerca de dois terços do total do monumento estejam em ruínas.

Por não se tratar de uma estrutura única, as sua características variam, de acordo com a região em que os diferentes troços se inscrevem. Em geral os muros apresentam uma largura média de sete metros na base e de seis metros no topo, alçando-se a uma altura média de sete metros e meio. Além dos muros, em posição dominante sobre os terrenos, a muralha compreende ainda elementos como portas, torres de vigilância e fortes. As torres, cujo número é estimado por alguns autores em cerca de quarenta mil, permitiam a observação da aproximação e movimentação do inimigo. As sentinelas que as guarneciam serviam-se de um sistema de comunicações que empregava bandeiras coloridas, sinais de fumaça e fogos. No pavimento inferior podiam ser encontrados alojamentos para os soldados, estábulos para os animais e depósitos de armas e suprimentos. Os fortes guarneciam posições estratégicas, como passos entre as montanhas. Eram dotados de escadas para a infantaria e de rampas para a cavalaria, funcionando como bases de operação.

 

 

Como chegar ?

n Air China – Via Madri (Vai a Pequim)

n Air France – Via Paris (Vai a Pequim ou Xangai )

n United – Via Chicago (Vai a Pequim, Xangai e Hong Kong)

n Continental – Via Houston ou NYC (Vai a Pequim)

n KLM – Via Amsterdam (Vai a Pequim ou Xangai )

n Britsh – Via Londres (Vai a Pequim ou Xangai )

n Emirates – Via Dubai (Vai a Pequim ou Xangai )

n Soth Africa – Via Jonnesburgo (Vai a Hong Kong )

 

 

 

 

Outras Dicas:

n Quase todos os trechos internos são feitos de avião (trechos muito longos)

n Os feriados chineses são datas móveis (seguem o calendário lunar)

n Fuso horário: Apesar da sua extensão a china pratica um só fuso, 11 horas na nossa frente.

n Telefone: O código da china é 86, ligações locais são grátis ou muito baratas. Para ligações internacionais recomenda-se usar cartão telefonico da IC (Integrated Circuit) nos telefones públicos.

n Para ligar a cobra para o Brasil ligar 108 550 (Embratel)

 

 

Negócios
O que é Canton Fair?

n  A Canton Fair inaugurada em 1957 é uma feira multi-setorial que apresenta mercadorias para exportação da China e é considerada a maior e mais importante feira do país aonde uma grande variedade de expositores oferecem mais de 150 mil tipos de produtos com qualidade e preços altamente competitivos. Realizada no sul da China na cidade de Guangzhou (Cantão), a feira possui duas edições por ano e são divididas em três fases cada. Atualmente, a Feira de Cantão é considerada a maior Feira de Negócios do mundo com 851,000 m2 de exibição e 42,659 standard de exibição.

 

Um produto COMPLETO :

* Passagem aérea, ida e volta em classe econômica .

 1. Apoio da equipe Comercial CCIBC durante a Feira de Cantão: nossa equipe bilíngüe português-chinês ou inglês-chinês ou inglês/português estará disponível para as empresas durante sua estadia na China;

n   2. Eventos comerciais durante a estadia na China: a CCIBC organizará um evento comercial entre as empresas brasileiras e as empresas da região;

n   3. Businesss Center da CCIBC no hotel a disposição dos empresários;

4. Suporte do Stand da CCIBC dentro da Feira de Cantão (Complexo Pazhou)

n   5. 4 noites em Guangzhou em Hotel 5 estrelas localizado 30 minutos da Feira de Cantão. 2 Noites  em Hong Kong em hotel 4 estrelas. Todos incluem café da manha.

6. Evento preparatório para a Feira de Cantão que abordará questões como etiqueta chinesa, cultura comercial chinesa,

como negociar com chineses, clima, cultura, dicas de viagem, etc.;

n   7. Suporte do staff bilíngüe chinês-português da CCIBC no hotel e na Feira;

n   8. Seguro de viagem;

n   9. traslado aeroporto-hotel- aeroporto, traslado hotel em Guangzhou-feira de cantão hotel

n   Neste pacote não está incluso o traslado do hotel em Hong Kong para a Feira em Hong Kong ou turismo. * Kit URBI et ORBI.
** O ingresso para a feira é gratuito, poderá ser credenciado via internet pela operadora ou direto pelo cliente.
**
Transfer diário gratuito para a feira de Canton

 

 

TURISMO – Saídas Semanais

Dia 1 Rio de Janeiro / Jonesburg ou Dubai / Hong Kong / Pequim

 

Temos opções com:  vôo South African até Jonesburg, via Dubai com EMIRATES ou Air France via Paris. (vôo com 08 Horas de duração)

 

Se for com SOUTH AFRICA, Day Use em Hong Kong (opcional)  Jonesburg / Hong Kong 23:50; 07:00 Hrs (conexão para Pequim)

 

Com Emirates ou Air France conexão boa.

 

Chegada em Beijing, Capital da China, recepção e traslados para o hotel. Resto do dia livre.

 

 

Conheça a seguir as duas opções de pacote operados pela URBI:1o TURISMO / 2o NEGÓCIOS

 

 

 

 

 

Saídas Diárias (De 18/Mar/2008  a  21/Mar/2009 Terrestre)

Dia 1 Rio de Janeiro / Jonesburg / Hong Kong / Pequim

Viajamos em vôo South African até Jonesburg, (vôo com 08 Horas de duração)  17:50 – 07:00Hrs

DIA: 2 Pequim (Beijing) (H)

Day Use em Hong Kong (opcional) – Jonesburg / Hong Kong 23:50; 07:00 Hrs (conexão para Pequim)

 

Chegada em Beijing, Capital da China, recepção e traslados para o hotel. Resto do dia livre.

DIA: 3

Pequim (BEIJING) (Meia pensão)

 

Café da manhã. Pequim, cujo significado é "residência do Norte", contrariamente posição sobre o significado de Nanking Residência no Sul”, para recuperar o capital proclamada a República Popular da China. É, na verdade duas cidades, o interior e o exterior, também chamada cidade do norte e sul da cidade, respectivamente. Com uma história de 3000 anos, é uma cidade extraordinariamente rica em sítios históricos e relíquias culturais. Durante este dia, visitaremos alguns deles como: o Palácio Imperial, conhecido como a "Cidade Proibida" devido à, no passado, sua entrada ter sido proibida, a Praça Tian, uma das maiores do mundo. Almoço e prosseguiremos com o passeio, na parte da tarde, o Summer Palace, utilizado como um jardim durante a Dinastia Qing pelos membros da Imperial Household. À noite, assistiremos a apresentação  de uma representação de acrobacia. Alojamento.

DIA: 4

Pequim (BEIJING) (Pensão Completa)

 

Café da manhã. Continuaremos visitando os arredores de Pequim, começando com uma das grandes maravilhas do mundo como A Grande Muralha da China, espetacular e grandiosa obra arquitetônica, cujos anais cobrem mais de 2000 anos de história e um dos 13 túmulos da Dinastia Ming que foi construído como um meio de defesa, bem como a proteção contra a possível entrada de tribos nômades do norte do país. Com um comprimento de 6000 km, atravessa um total de 7 províncias chinesas. Almoço em um restaurante local. À noite, jantar com pato laqueado Pequim. Alojamento.

DIA:5

Pequim (BEIJING) - XIAN (Meia Pensão) - 1.200 Km de distancia (avião 1:30 duração)

 

Café da manhã. No nosso último dia nesta magnífica cidade iremos visitar o famoso Templo do Céu, uma obra construída em 1420 com uma superfície de 267hc, que deve o seu nome, pois, precisamente neste lugar os imperadores feudais, fizeram apelo  "Sons of Heaven" durante os dias do solstício de inverno, depois de sair da Cidade Proibida no meio uma grande cerimônia, rezaram e fizeram um sacrifício em um ritual para obter boas colheitas. Almoço. Na parte da tarde, partiremos de avião para Xian, uma cidade 3000 anos, que serviu como capital de 11 dinastias e que se destaca por ter sido um ponto de partida da famosa "Rota da Seda". Alojament

DIA: 6

XIAN (Meia Pensão)

 

Café da manhã. Xian, capital de 11 dinastias, anteriormente conhecida como Changan, "paz eterna", é internacionalmente conhecido por uma das mais importantes descobertas arqueológicas: O túmulo do Imperador Qin Shi Huangdi, primeiro imperador da China e fundador da Dinastia Chin, Que deve o seu nome nacionalmente. Localizada no monte Li, destacam o enorme monte de terra 47 metros de altura que cobre uma área de 250000 metros quadrados, cercada por muralhas, mantidos dentro dela a mais de 6000 figuras de guerreiros e steeds em terracota, tamanho natural, eles representam um grande exército com tanques que guardas do túmulo do Imperador. Ela inclui uma visita à sala onde apresenta os números terracota de mais de 2000 anos de idade. Almoço. Na parte da tarde, nós visitaremos duas das maravilhas desta cidade, o Great Pagoda do Wild Oca dinastias Ming e Quing de (não superior) e da antiga muralha da cidade. Alojamento.

DIA: 7

XIAN - SHANGHAI (Meia pensão)  (avião 2:20 H duração)

 

Café da manhã. Traslados para o aeroporto e partida em avião com destino a Xangai, um dos municípios diretamente sob o governo central, tem mais de 16 milhões de habitantes e é o maior porto, centro comercial e a metrópole mais internacional da China. Almoço. Na tarde nós visitamos alguns dos lugares emblemáticos da cidade, como o Jardim Yuyuan e Jade Buddha Templo, com duas estátuas Buda, esculpido em um pedaço de jade branco, e as Malecon da Cidade. Traslado ao Hotel. Alojamento.

DIA: 8

SHANGHAI (Café da Manhã)

 

Café da manhã. Dia em Xangai, banhada pelo Mar da China Oriental e situada na foz do Rio Yangtze, dividida pelo rio Wusong, está a diferença entre suas duas áreas: o norte que foi uma colônia japonesa, que era a colônia sul ocidental onde o "Bund", centro comercial da cidade. Enfatizamos o Parque Huangpu onde cada dia os chineses se reúnem para realizar exercícios Tai Chi, ... Nós podemos visitar o Museu de Arte e História de Xangai ou mandarim Yu O jardim, com o seu lago e ponte Zig-Zag, com as suas bandeiras, chás, casas e lagoas, o túmulo de Madame Soong Ching Ling e na antiga residência de Lu Xun. Alojamento.

 

 

DIA:9

SHANGHAI – GUANGZHOU (Cantão) (Café da Manhã)  )  (avião 2:00 H  duração)

 

Café da manhã. Traslado para o aeroporto e partida de avião para Cantão. Chegada e traslado para o hotel. Resto do dia livre. Alojamento.

DIA:10

GUANGZHOU - HONG KONG (Meia pensão)

 

Café da manhã. Pela manhã, vamos visitar o Auditório em homenagem ao Dr. Sun Yat-Sen, com capacidade para 5000 pessoas, com uma sala medindo 49 metros de altura e sem qualquer coluna no seu vasto interior que impede visão e audição, bem como o Templo da Família Chen, que goza de uma reputação de seu estilo arquitetônico e decoração, com uma área de 10000 metros quadrados, é o melhor lugar para os turistas conhecerem a arquitetura popular. Almoço. Na parte da tarde, a transferência para o cais "Ping Zhou" para tomar o ferry "Lian Shan Hu e Lian Hu Gang" para Hong Kong, a pérola mais esplêndida do Sul da China. Nesta metrópole cativante, com as suas luzes deslumbrantes. Shining e arranha-céus de vidro a partir do topo para ver os templos centenários nos limites do moderno com o antigo. Chegada e traslado para o hotel. Alojamento.

DIA: 11

HONG KONG (AD)

 

Café da manhã. Visita a os monumentos incluindo Aberdeen Fishermen's Pier, uma pacata vila de pescadores, que se transformou em uma próspera cidade conhecida por seus magníficos restaurantes flutuantes; repudies Bay, que tem uma das mais populares praias de Hong Kong; e do Victoria Peak, que se tornou a mais prestigiada área residencial da ilha e de cuja  está desfrutando de uma vista soberba de 360 graus em quase todo o território. Tarde livre em Hong Kong, uma cidade com uma mistura original de Leste e Oeste, com raízes e chinesas e herança colonial britânico, antigas tradições e ultra-sofisticação. Hong Kong está cheia de energia e dinamismo, mas, ao mesmo tempo, você também pode encontrar paz e tranqüilidade. Alojamento.

 

DIA: 12

HONG KONG (D) / Brasil

 

Café da manhã. Traslado ao aeroporto para pegar o seu regresso vôo ou ligar com outro dos nossos itinerários. Fim dos nossos serviços.

DIA: 13

 Brasil

 

 

Pacote Inclui:

- Passagem aérea Rio/ Pequim (Via Jonesburg e Hong Kong) x Hong Kong / Rio com South African

Trechos internos PEQUIM/ Xian / XANGAI / CANTÃO / HONG KONG

- 07 Refeições descritas

- Café da manhã

- Hotel e passeios de acordo com roteiro acima

INFORMAÇÕES MUITO IMPORTANTES

A República Popular da China é o terceiro maior país do mundo em área e o mais populoso do planeta, e ocupa uma parte considerável da Ásia oriental.

»  Moeda: Renminbi (yuan) »  Fuso Horário: UTC +8 »  Código Telefônico: 86

Brasileiros necessitam de visto de entrada.

O Visto chinês deve ser solicitado com antecedência de + ou – 10 dias, formulário disponível na INTERNET. Vacina de febre amarela é OBRIGATÓRIA. É preciso INTERNACIONALIZAR a mesma (procurar ANVISA)

Bagagem: TOMAR CUIDADO : Vôo externos permitem 2 malas de 32 Kg, mais nos vôos internos só é permitido uma mala de 20Kb.

Consulado-Geral no Rio de Janeiro 
 Av. Urbano Santos, 26 , Urca,
Rio de Janeiro – RJ -  Telefones  (021)542-9880   - Fax  (021)541-2516 

Oferecer DAY USE em Jonesburg (conexão demorada)

Preços inválidos durante o GP I Fórmual Xangai
Dado o aumento do tráfego turístico e de negócios em Guangzhou (Cantão) e da escassez de guias profissionais de língua espanhola,

visite o serviço é garantida, desde a falar Inglês-guia. No entanto, se a disponibilidade de pessoal de língua espanhola,

 o mesmo será fornecido em espanhol.
Durante a celebração da Feira Guangzhou (Cantão) pode confirmar sua estadia nesta cidade em hotelaria Superior (4 ****)

Custo por pessoa (aéreo e Terrestre)

Inicia - Termina

Desde - até

Dbl

Tpl

Sgl

BEIJING - HONG KONG

24/Abr/2008 - 24/Jul/2008

5.710

5.495

6.650

BEIJING - HONG KONG

26/Ago/2008 - 06/Sep/2008

5.904

5.820

6986

BEIJING - HONG KONG

07/Sep/2008 - 02/Oct/2008

5.968

5865

7.110

BEIJING - HONG KONG

03/Oct/2008 - 09/Oct/2008

6.256

6.119

7.674

BEIJING - HONG KONG

10/Oct/2008 - 15/Oct/2008

6.410

6.270

7.888

BEIJING - HONG KONG

16/Oct/2008 - 24/Oct/2008

6.256

6.117

7.680

BEIJING - HONG KONG

25/Oct/2008 - 23/Nov/2008

5.970

5.870

7.110

BEIJING - HONG KONG

24/Nov/2008 - 30/Nov/2008

5.910

5.820

7.200

BEIJING - HONG KONG

01/Dic/2008 - 21/Mar/2009

5.780

5.658

6.720

Suplemento:

18/Mar/2008 - 24/Jul/2008

370

370

880

Suplemento:

26/Ago/2008 - 30/Nov/2008

330

330

340

Suplemento:

01/Dic/2008 - 21/Mar/2009

250

250

360

 

Os: Preço por pessoa em Dólares americanos sujeitos a disponibilidade e alterações sem prévio aviso.

DICAS

Palácio da Eterna Harmonia

É o maior templo lamaísta de Beijing. Foi construído em 1649 e é conhecido pelo nome do Palácio da Eterna Harmonia. Ele serviu inicialmente de residência a Aisin Gioro Yinzhen, príncipe herdeiro da dinastia Qing, transformando-se em templo lamaísta somente em 1735. É provável que se encontre os monges na Sala da Roda e da Lei, onde se costumam reunir para fazer as suas orações

Cidade de Pequim

Beijing é a capital da China, sendo tanto o centro político, como o centro cultural, científico e educativo, além do eixo das comunicações do país. Beijing é também uma cidade cultural histórica muito famosa, com uma história de mais de 800 anos como capital da Nação. Tem muitos monumentos históricos maravilhosos: Grande muralha; Palácio Imperial (Cidade Proibida); Palácio de Verão; 13 Tumbas da dinastia Ming; Templo do Céu, etc

Cidade Proibida

O Palácio Imperial é conhecido também com o nome da "Cidade Proibida", servindo como a coroa do poder imperial durante as dinastias Ming e Qing (1368-1911). Recebeu tal denominação porque se proibia a entrada ao recinto, exceto, naturalmente, aos imperadores e aos seus cortesões. O Palácio é rodeado por muralha com uma altura de 10 metros e por um rio de 52 metros de largura.

Templo do Céu

A distancia de uns quilômetros do Sudeste da Cidade Proibida está o Templo do Céu, lugar onde ofereceram sacrifícios ao Céu os governadores das diferentes dinastias. Incluindo as pavilhões auxiliares e um jardim arredor, o Templo do Céu ocupa uma superfície 5 vezes que a da Cidade Proibida.

Xian, Sian ou Hsian

É uma cidade localizada no centro da China e o principal passeio é o Museu Terracota, Um Exército de Terracota. Exército de terracota, Guerreiros de Xian ou ainda Exército do imperador Qin, é uma coleção de mais de oito mil figuras de guerreiros e cavalos em terracota, em tamanho natural, encontradas próximas do mausoléu do primeiro imperador da China. Foram descobertas em 1974, próximas de Xian.

A Grande Muralha

Segundo as informações periodísticas, as únicas obras construídas pelo homem que os cosmonautas vêem na Terra desde o espaço são Canal de Suez e a Grande Muralha chinesa, a obra arquitetônica mais grandiosa realizada pelo nosso povo na antigüidade.

Calcula-se uns 2.790 km, mas se tomarmos em consideração que não se trata de uma linha reta ideal, representando nalgumas partes uma duplicação, e também os braços de reforços, teremos mais de 6.700 km de comprimento